Início / Agricultura / Estação de Avisos Agrícolas Entre Douro e Minho alerta para podridão negra na vinha

Estação de Avisos Agrícolas Entre Douro e Minho alerta para podridão negra na vinha

A Estação de Avisos Agrícolas de Entre Douro e Minho alerta para a podridão negra — black-rot— (Guignardia bidwellii) da vinha.

Diz a Circular N.º 9 daquela Estação que nas vinhas que visitas regularmente, “temos encontrado uma quantidade significativa de manchas de black-rot nas folhas. Na última semana acentuou-se a formação de picnídios no centro destas manchas, a partir dos quais serão agora infectados os cachos. Os bagos em crescimento estão já muito susceptíveis à doença”.

Acrescenta a Circular que a descida da temperatura verificada no início do mês [de Junho] e as chuvas entretanto caídas, criaram condições de risco de ataque de blackrot aos cachos em formação.

“Se não fez o tratamento preventivo recomendado na circular anterior, deve agora aplicar um produto de acção preventiva – curativa”, diz a Circular, acrescentando que “para melhor eficácia e rapidez da aplicação, pode ser utilizado um fungicida de acção simultânea contra o míldio e o black-rot”.

Míldio

Quanto ao míldio (Plasmopara vitícola) aquela Estação diz que encontrou, “nos últimos dias, algumas manchas de míldio, muito poucas, já em vias de esporulação, ou seja, de poderem dar origem a infecções secundárias da doença. As chuvas dos últimos três dias criaram condições bastante favoráveis a estas infecções”.

Assim, adianta a Circular, se não tiver a vinha coberta com um tratamento ainda dentro do prazo de validade, deve aplicar um fungicida de acção erradicante, o mais rapidamente possível.

Para combate ao míldio da videira no Modo de Produção Biológico, são autorizados produtos à base de cobre.

Oídio

Já no que diz respeito ao oídio (Erysiphe necator), aquela Estação de Avisos dis que apenas se não tiver a vinha protegida contra o oídio, deve proceder à aplicação de um fungicida antioídio de acção preventiva (que pode ser enxofre).

Para combate ao oídio da videira no Modo de Produção Biológico, são autorizados produtos à base de enxofre e de hidrogenocarbonato de potássio (ARMICARB, VITISAN).

Pode consultar a Circular completa aqui.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Último concerto do ano de Cuca Roseta é na Casa da Música e é solidário

A fadista Cuca Roseta juntou-se à Vida Norte e à Casa da Música, no Porto, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.