Início / Agricultura / Empresa lituana procura tecnologia que remova folhas de chá contaminadas

Empresa lituana procura tecnologia que remova folhas de chá contaminadas

Uma empresa lituana de processamento de ervas, especialista na fabricação de chá feito de flora silvestre está à procura de tecnologia que remova folhas de chá contaminadas com agentes físicos e biológicos.

Explicam os responsáveis pela empresa lituana que, em particular, “algumas folhas de ervas contêm ovos de insectos do tamanho de milímetros, que eclodem quando as folhas já estão embaladas em saquinhos de chá”.

Por isso procura tecnologia que remova as folhas contaminadas da linha de produção.

Segundo a secção de Oportunidades de Negócio da Enterprise Europe Network, a empresa pretende estabelecer acordo de cooperação técnica.

Como contactar

Para mais informações, procurar pela referência LT-2019-248 aqui. Mais informações sobre a empresa aqui.

A Enterprise Europe Network é uma rede de serviços para ajudar as empresas a inovar e a competir melhor no espaço europeu.

Mais de 500 pontos de contacto

Formada por mais de 500 pontos de contacto, espalhados por 40 países na Europa, a rede oferece um conjunto de serviços descentralizados e de proximidade, que apoiam as pequenas e médias empresas (PME) no seu processo de internacionalização e no encontro de parceiros estratégicos para a inovação e o desenvolvimento sustentado dos seus negócios.

Em Portugal, liderada pelo IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, a Enterprise Europe Network é representada por um consórcio que envolve doze entidades públicas e associativas, distribuídas regionalmente por todo o território nacional, incluindo as regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Capoulas Santos aprova novo projecto de regadio: Circuito Hidráulico de Évora

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, aprovou um novo projecto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.