Início / Agricultura / EGF lança campanha Reciclar Vale Mais e paga por embalagens usadas em cartão Pingo Doce

EGF lança campanha Reciclar Vale Mais e paga por embalagens usadas em cartão Pingo Doce

A EGF – Environment Global Facilities vai lançar a campanha “Reciclar Vale Mais”. A apresentação decorrerá no próximo dia 2 de Agosto, a partir das 11 horas, na loja Pinto Doce na Quinta do Conde, em Sesimbra, com a presença do secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, de Gabriela Ventura, presidente do conselho de administração da EGF e de Francisco Jesus, presidente da Câmara Municipal de Sesimbra.

O projecto é apoiado pela autarquia de Sesimbra através da Amarsul – Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos que promove até 19 de Setembro a campanha Reciclar Vale Mais, no Pingo Doce da Quinta do Conde.

Rede nacional de “ecopontos especiais”

Este projecto vai disponibilizar uma rede nacional de “ecopontos especiais” com benefícios económicos para os portugueses que separam as suas embalagens usadas. A campanha será alargada a mais 14 lojas Pingo Doce de todo o País.

O projecto-piloto consiste na troca de embalagens usadas por dinheiro em cartão. Por cada saco de 30 litros de embalagens usadas é entregue 10 cêntimos e por cada saco de 50 litros 15 cêntimos. O valor recebido ficará disponível no cartão de cliente e poderá ser descontado imediatamente nas compras. O valor é pago pela EGF.

Esta é uma campanha integrada na estratégia de inovação social da EGF, em que as concessionárias foram co-financiadas pelo POSEUR – Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, e contaram com o apoio do Pingo Doce.

A Amarsul – Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos é responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos dos nove municípios da Península de Setúbal (Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Seixal, Sesimbra e Setúbal).

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

5 filmes sobre o mundo agrícola para assistir nas férias de Natal

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola Como …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.