Início / Agricultura / Distrito de Viseu: Capoulas aprova mais 3 projectos de reabilitação de regadios

Distrito de Viseu: Capoulas aprova mais 3 projectos de reabilitação de regadios

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, aprovou um investimento superior a um milhão de euros, que abrange mais 6 projectos de reabilitação de regadios tradicionais no distrito de Viseu.

Este investimento, a fundo perdido, vai beneficiar áreas de regadio nos concelhos de Lamego, Moimenta da Beira e Resende.

Trata-se dos Regadios de Cepões e Lazarim, no concelho de Lamego; dos Regadios de São Martinho, das Arcas e de Sever, Granjinha e Barracão, no concelho de Moimenta da Beira; e do Regadio do Cabo das Levadas, no concelho de Resende.

O investimento público, a fundo perdido, ascende a 945.351 euros, e beneficia cerca de meio milhar agricultores (497). Estes projetos de recuperação complementam o Programa Nacional de Regadios (PNR).

Programa Nacional de Regadios

O Programa Nacional de Regadios prevê um investimento global de 560 milhões de euros na criação e na reabilitação de mais cerca de 100 mil hectares de regadio até 2023, que vão gerar 10.500 postos de trabalho permanentes.

O ministro da Agricultura considera que se trata de “um instrumento essencial para a fixação das populações e para o apoio à agricultura familiar”, estes regadios fazem parte de um projecto mais amplo de valorização dos territórios e da actividade agrícola, “tornando-a mais produtiva e mais competitiva, nomeadamente através do uso mais eficiente da água”, sublinha Luís Capoulas Santos, para quem “a sustentabilidade da actividade agrícola é também uma prioridade”.

Agricultura e mar Actual

Verifique também

Agricultores de Portalegre consideram restrição de apoios agroambientais “absurda”

A AADP — Associação dos Agricultores do Distrito de Portalegre considera um “absurdo” a decisão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.