Início / Agricultura / Dieta mediterrânica e um copo de vinho ao jantar. A arma contra a diabetes

Dieta mediterrânica e um copo de vinho ao jantar. A arma contra a diabetes

A Associação Norte-americana de Diabetes fez mais um estudo e chegou à conclusão que a dieta mediterrânica acompanhada de um copo de vinho é uma boa arma no combate à diabetes.

A aterosclerose (variedade da arterioesclerose), uma doença em que as artérias se estreitam e endurecem devido à acumulação de gordura, pode conduzir a uma variedade de problemas de saúde importantes. As pessoas com diabetes têm um alto risco de desenvolver esta doença.

A pergunta que surge agora é pode o vinho ajudar a lutar contra esta doença? A resposta da ciência é que sim.

Consumo moderado de vinho

Um estudo da Associação Norte-americana de Diabetes, publicado no European Journal of Clinical Nutrition, analisou se o consumo moderado de vinho poderia ter um efeito sobre a aterosclerose carotídea em pessoas com diabetes tipo 2, a forma mais comum de diabetes.

Naquele estudo sobre doenças cardiovasculares e diabetes, os investigadores prescrevam aos participantes voluntários com diabetes tipo 2, que normalmente se abstêm de beber álcool, um copo de vinho tinto ou branco todas as noites com o jantar durante dois anos.

Dieta mediterrânica

A cada participante também foi prescrita uma dieta mediterrânica, que em estudos anteriores se havia mostrado eficaz para reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2, entre outras doenças.

Depois de dois anos de dieta mediterrânica e um copo de vinho, os investigadores descobriram que nenhum dos participantes tinham registado um aumento no volume de placa nas artérias. Mais, detectaram que os participantes com placa mais alta no começo do estudo registaram uma redução notável, em volume, da placa.

“Muitos estudos já haviam demonstrado uma associação positiva entre o consumo moderado de álcool e os benefícios para a saúde, mas as recomendações para o consumo moderado têm sido controversas”, diz Rachel Golan, investigadora da Ben-Gurion University of the Negev, e autora principal do estudo.

“Este ensaio a longo prazo sugere que iniciar a ingestão moderada de vinho, especialmente de vinho tinto, entre os diabéticos bem controlados como parte de uma dieta saudável é aparentemente seguro e diminui ligeiramente o risco cardiometabólico”, acrescenta Rachel Golan.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Depois de Silves, Câmara de Avis não aceita transferência de competências para 2019

A Câmara Municipal de Avis, liderada pelo comunista Nuno Paulo Augusto da Silva, acaba de anunciar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.