Início / Agricultura / Cotações – Suínos – Informação Semanal – 11 a 17 Março 2019

Cotações – Suínos – Informação Semanal – 11 a 17 Março 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

As cotações médias nacionais do porco classe E (+2 cêntimos / Kg) e do porco classe S (+3 cêntimos / Kg) registaram novamente um acréscimo em relação à semana anterior. No que se refere aos leitões, os de 19-25 Kg apresentaram uma subida relativamente significativa (+22 cêntimos / Kg) e os de <12 Kg mantiveram-se estáveis.

Entre Douro e Minho

No Entre Douro e Minho a oferta e a procura de suínos para abate foram médias. A concorrência do produto importado continuou forte, principalmente com origem em Espanha. As cotações do porco classe E (+3 cêntimos / Kg) e do porco classe S (+4 cêntimos / Kg) subiram em relação à semana anterior.

Beira Litoral

Na Beira Litoral a oferta e a procura de suínos para abate foram médias. Mantém-se a entrada de produto oriundo do mercado externo, nomeadamente de Espanha. A procura de leitão foi muito fraca, o que é normal para a época. Aumento de cotações do porco classe E e do porco classe S, +2 cêntimos / Kg e estabilidade dos leitões de <12 Kg.

Beira Interior

Na Beira Interior a oferta e a procura de suínos para abate foram médias, com ligeiro aumento da procura. Subida das cotações dos porcos classe E e classe S, +3 cêntimos / Kg. No Ribatejo e Oeste a oferta e a procura de suínos para abate foram médias. Acréscimo de cotações dos porcos classe E e classe S (+2 cêntimos / Kg) e estabilidade dos leitões de <12 Kg.

Alentejo

No Alentejo a oferta de suínos para abate foi média e a procura relativamente animada, tendo esta última apresentado um ligeiro aumento. Acréscimo das cotações mín. e máx. do porco classe E e do porco classe S (+2 a +3 cêntimos / Kg). Subida dos leitões de 19-25 Kg (+22 cêntimos / Kg na cot. +freq.).

No Algarve os leitões de <12 Kg mantiveram-se estáveis.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Produtores de sementes para produção de rebentos têm de estar registados na DGAV. Já conhece as novas regras?

Os estabelecimentos que produzem rebentos têm de ser aprovados pela  DGAV – Direcção Geral de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.