Início / Agricultura / Cotações – Milho e Arroz – Informação Semanal – 30 Outubro a 5 Novembro 2017

Cotações – Milho e Arroz – Informação Semanal – 30 Outubro a 5 Novembro 2017

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Milho

A produção mundial de milho deverá atingir um volume recorde em 2017, sustentada por elevadas produções na América do Sul, na África do Sul, nos Estados Unidos e no Canadá.

Na campanha 2017-2018, espera-se um aumento da procura por parte da UE, México e vários países asiáticos. A UE reduziu a taxa aduaneira sobre o milho importado, de 10,95€/ton para 5,61€/ton, com efeitos a partir de 10 de Outubro, e acordou, em 30 de Setembro, aumentar em 625 mil ton o contingente de importação de milho da Ucrânia isento de tarifas aduaneiras, durante os próximos 3 anos.

Em Portugal, a área semeada com milho diminuiu cerca de 5%, em relação à campanha anterior, mas o volume de produção deverá manter-se. Devido ao tempo seco registado durante o ciclo de produção, os grãos apresentavam-se muito desidratados e com elevada percentagem de partidos.

Na semana em análise, prosseguiu a comercialização nas áreas de mercado Alentejo, Ribatejo e Beira Litoral. À semelhança dos anos anteriores, a importação de milho pela indústria pressiona, em baixa, os preços da produção nacional.

Arroz

Na semana em análise, foram dadas por iniciadas as campanhas de comercialização do arroz na área de mercado Vale do Sado e Mira e na área de mercado Vale do Tejo e Sorraia.

Na área de mercado Vale do Mondego, os pequenos produtores, sem capacidade de armazenamento, estavam a entregar as suas produções à indústria sem preço fixado.

Nesta campanha, devido à seca e às altas temperaturas registadas ao longo do ciclo produtivo, o grão apresenta-se mais seco do que o normal e com maior percentagem de trincas.

As cotações variaram entre 260€/ton para o arroz longo B e 285€/ton para o arroz longo A.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

IFAP esclarece candidaturas apoios do VITIS nas áreas afectadas pelos incêndios

O IFAP – Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas emitiu hoje uma nota explicativa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *