Início / Agricultura / Cotações – Frutos Frescos – Informação Semanal – 15 a 21 Outubro 2018

Cotações – Frutos Frescos – Informação Semanal – 15 a 21 Outubro 2018

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Mercados de produção

Abacate – No Algarve, a oferta e a procura aumentaram ligeiramente. Descida da cotação mínima e da mais frequente. Escoamento regular.

Ameixa – No Algarve, terminou a campanha de comercialização da ameixa.

Amora – No Alentejo, na área de mercado Odemira, a oferta manteve-se normal e a procura alta. A produção deste produto nos países da Europa do Norte e nos Estados Unidos diminuiu significativamente e a procura externa pelo nosso produto aumentou. Esta situação provocou uma subida ligeira das cotações.

Castanha – Na Região Centro, na área de mercado Guarda, iniciou-se a campanha de produção e comercialização da castanha, coma oferta ainda baixa e a procura ligeiramente superior. Na área de mercado, Viseu, iniciou-se a campanha de produção e comercialização da castanha, com a oferta ainda baixa.

Dióspiro – No Algarve, a oferta aumentou para média e equilibrou a procura. Escoamento regular. Boa qualidade do produtos. Cotações estáveis.

Figo – Na Região Norte, na área de mercado Mirandela, o volume de transacções foi pouco significativo, porque a campanha está na fase final. A oferta e a procura foram quase nulas. Escoamento sem dificuldades. Cotações estáveis.

Framboesa

Framboesa – Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta equilibrou a procura média. Cotações estáveis.

No Alentejo , na área de mercado Odemira, a oferta manteve-se normal. A produção deste produto nos países da Europa do Norte e nos Estados Unidos diminuiu significativamente e a procura externa pelo nosso produto aumentou. Esta situação provocou uma subida ligeira das cotações.

No Algarve, a oferta foi média e a procura alta. Escoamento regular. Cotações estáveis.

Citrinos

Laranja – No Algarve, a oferta e a procura de laranja “Valencia Late” continuaram baixas. Escoamento “aos poucos”. Cotações estáveis.

Limão – Na Região Centro, na área de mercado Montes da Senhora, a oferta continuou baixa e a procura média/alta. Cotações estáveis.

No Algarve, a oferta continuou baixa e a procura média. Escoamento normal para a época. Descida das cotações máximas.

Maçã

Maçã – Na Região Centro, na área de mercado Guarda, a oferta foi muito abundante e a procura baixa. Cotações estáveis.

Na área de mercado Leiria, iniciou-se a campanha de comercialização da maçã, com a oferta e a procura altas. A colheita ainda não terminou. Produto de boa qualidade.

Na área de mercado, Cova da Beira, iniciou-se a campanha de comercialização, com um atraso superior a um mês em relação ao ano anterior e ao habitual. A produção comercializada foi quase toda de calibre mais miúdo e de qualidade média. Oferta inferior à procura média.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Oeste, registou-se a comercialização da maçã “Golden Delicious” e “Royal Gala”.

No Alentejo, na área de mercado Juromenha, a oferta foi média e a procura ligeiramente inferior. As cotações não se alteraram..

Maracujá – Na Região centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi abundante e a procura normal .Cotações estáveis.

Marmelo – No Algarve, a oferta e a procura continuaram baixas. Escoamento fraco. Cotações estáveis.

Melancia – No Algarve, damos por terminada a campanha de comercialização da melancia.

Mirtilo – No Alentejo, na área de mercado Odemira, a oferta ainda se manteve normal porque as condições climatológicas ainda são favoráveis à produção de mirtilo. Descida ligeira das cotações.

Morango

Morango – Na Região Norte, na área de mercado Macedo de Cavaleiro, o volume de transacções foi ligeiramente inferior ao da semana anterior. Oferta foi baixa e a procura ligeiramente superior. Escoamento sem dificuldades. Cotações estáveis.

Na Região Centro, na área de mercado Litoral Centro, a pluviosidade ocasionou uma oferta escassa. Cotações estáveis.

No Alentejo, na área de mercado de Odemira, as cotações mantiveram-se estáveis. Oferta superior à procura média.

Morango Biológico – Na Região Centro, na área de mercado Litoral Centro, a oferta tem diminuído e a procura manteve-se normal. Cotações estáveis. Morango produzido ao “ar livre”.

Pêra – Na Região Centro, na área de mercado, Leiria, iniciou-se a campanha de comercialização da pêra, com a oferta e a procura altas. A comercialização deste produto foi para o mercado interno.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Oeste, continuou a campanha de comercialização da pêra “Rocha”. Alterações nas cotações.

Pêssego – Na Região Norte, na área de mercado Vilariça, o volume de transacções foi pouco significativo porque a campanha de produção terminou. Escoamento sem dificuldades. Cotações estáveis. Presença de produto importado. No Algarve, terminou a campanha de produção e comercialização do pêssego “Popa Amarela”.

Romã – No Algarve, a oferta e a procura aumentaram ligeiramente. Cotações estáveis.

Uva

Uva – Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Oeste, Descida da cotação mínima e da mais frequente da uva “D. Maria”. Oferta média/baixa e procura ligeiramente alta. Produto de excelente qualidade.

No Alentejo, na área de mercado, Ferreira do Alentejo, a oferta de uva com grainha e sem grainha foi alta e a procura ligeiramente inferior. Cotações estáveis. Bom escoamento. Qualidade excelente.

No Algarve, a oferta de uva “Cardinal” foi baixa e continuou equilibrada com a procura. Escoamento regular. Cotações estáveis.

Mercados abastecedores

Os Mercados Abastecedores mantiveram-se bem abastecidos para a maioria dos frutos em comercialização. A procura incidiu na banana, clementina, dióspiro, laranja, limão, pêra “Rocha”, tangera e uva.

Quanto ao mercado dos produtos importados, verificou-se a presença significativa de ananás, banana, dióspiro, kiwi, lima, limão, manga, meloa, melão, pêssego, papaia, tangerina e uva.

Como novidade apareceu a clementina e tangera de origem nacional, clementina de Espanha e meloa “Cantaloupe” do Brasil.

Abacate – Aumento da oferta de abacate da variedade “bacon” de origem nacional (Algarve). Procura média. Descida das cotações.

Ananás – Oferta suficiente de ananás oriundo da Costa Rica, de diversas imagens de marca e categorias. Procura média. Manutenção das cotações.

Banana – Oferta significativa de banana “dólar”, de diversas origens e imagens de marca, acondicionada em caixas com 18 kg. Oferta suficiente de banana da Madeira. Boa procura. Manutenção das cotações.

Castanha

Castanha – Aumento gradual da oferta de castanha de origem nacional. Produto acondicionado em sacos de 5 e 154 kg. Procura média. Subida das cotações.

Clementina – Início da comercialização de clementina de origem nacional. Presença de produto espanhol. Boa procura. Manutenção das cotações.

Dióspiro – Aumento gradual da oferta de dióspiro da variedade “tipo rijo” de origem nacional. Oferta suficiente de dióspiro da mesma variedade, proveniente de Espanha. Boa procura. Descida das cotações.

Figo – Oferta reduzida de figo de origem nacional. Procura média. Subida das cotações.

Kiwi – Oferta suficiente de kiwi, proveniente da Grécia e do Chile. Procura normal. Manutenção das cotações.

Citrinos

Laranja – Oferta suficiente de laranja de origem nacional, da variedade “Valencia Late”. Boa procura, essencialmente para os calibres médios/pequenos. Manutenção das cotações. Presença de laranja proveniente da África do Sul.

Lima – Oferta suficiente de lima proveniente do Brasil (barco/avião). Frutos embalados em caixa de cartão de 4 kg, com diferentes imagens de marca. Procura normal. Manutenção das cotações.

Limão – Oferta suficiente de limão de origem nacional. Frutos com boa apresentação, de diversas regiões, acondicionados em caixas e sacos. Boa procura. Descida das cotações. Presença de algumas quantidades de limão proveniente da África do Sul e de Espanha.

Maçã

Maçã – Oferta suficiente de maçã de origem nacional das variedades, “Bravo Esmolfe n/certificada”, Golden Delicious”, “Granny Smith”, “Red Delicious”, “Royal Gala” e “Reineta Parda”. Procura normal. Manutenção das cotações.

Manga – Oferta suficiente de manga do Brasil (avião/barco) e de Espanha. Frutos com boa apresentação, acondicionados em tabuleiro. Boa procura, essencialmente pela manga proveniente de Espanha. Subida das cotações para o produto espanhol.

Marmelo – Oferta suficiente de marmelo de origem nacional. Procura média. Manutenção das cotações.

Melão – Oferta suficiente de melão da variedade “tipo Pele de Sapo”, proveniente de Espanha. Boa procura. Subida das cotações.

Meloa – Oferta suficiente de meloa da variedade “Gália” proveniente do Brasil. Procura média. Manutenção das cotações.

Morango

Morango – Oferta reduzida de morango de origem nacional. Boa procura. Manutenção das cotações.

Pêssego – Oferta reduzida de produto espanhol. Procura média. Manutenção das cotações.

Papaia – Oferta suficiente de papaia do Brasil. Frutos com boa apresentação, acondicionados em tabuleiro. Boa procura. Manutenção das cotações.

Pêra – Oferta suficiente de pêra “Rocha”. Boa procura. Manutenção das cotações.

Romã

Romã – Aumento da oferta de romã de origem nacional. Oferta considerável de romã, proveniente de Espanha. Procura média. Descida das cotações.

Tangera – Início da comercialização de tangera de origem nacional (Algarve). Boa procura. Manutenção das cotações.

Uva – Oferta suficiente de uva das variedades “Alphonse Lavallée”, “D.Maria”, “Moscatel” e “Pallieri” de origem nacional. Presença significativa de uva branca, preta e rosada, proveniente de Espanha. Boa procura. Manutenção das cotações.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Porto de Ponta Delgada com mais 40% de capacidade para movimento de contentores

O presidente do Governo Regional dos Açores garantiu hoje, 14 de Novembro, que o investimento …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.