Início / Agricultura / Consociação de culturas favoráveis e desfavoráveis em Agricultura Biológica

Consociação de culturas favoráveis e desfavoráveis em Agricultura Biológica

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola

Horta Biológica: A consociação de culturas e a sua importância

No último artigo foram abordados conceitos gerais sobre a consociação de culturas e a sua importância na conservação das características do solo  o que permite um maior aproveitamento dos nutrientes , beneficiando  assim desta prática cultural todas as plantas inseridas nesta técnica agrícola na sua horta biológica.  Tal facto acontece porque as culturas/plantas escolhidas fornecem entre si vantagens simultâneas quando o seu crescimento e desenvolvimento se verifica na mesma área agrícola (ver último artigo). É importante saber que mais do que qualquer planta que seja escolhida para se  associar a outras culturas é imprescindível saber dar a cada planta o espaço, água e luz que necessita para crescer e se desenvolver correctamente.A sobreposição  deve ser evitada pois conduz à perda de todos os benefícios resultantes de uma consociação.

consociação de culturas

A consociação de culturas é a prática cultural que consiste no cultivo de duas ou mais culturas próximas umas das outras de forma a obter benefício entre elas. Esta prática cultural revela-se  cada vez mais popular entre as práticas  adoptadas pelos agricultores.

A consociação de culturas além de favorecer a conservação das características do solo permite um maior aproveitamento dos nutrientes deste ao longo do tempo, beneficiando todas as plantas inseridas nesta técnica agrícola.  Tal facto acontece porque as culturas/plantas escolhidas fornecem entre si vantagens simultâneas quando o seu crescimento e desenvolvimento se verifica na mesma área agrícola. É importante salientar que as culturas que estão em consociação não necessitam de serem semeadas  ou plantadas ao mesmo tempo, mas é necessário garantir que durante grande parte da duração dos seus períodos vegetativos  ocorra em simultâneo estimulando dessa forma uma interacção entre elas.

Seguem-se dois quadros com exemplos de culturas em que são indicadas as plantas companheiras (associação benéfica) e as plantas antagónicas (associação desfavorável) das culturas mais produzidas.

loading...

Verifique também

CNEMA recebe Concurso Nacional de Mel a 8 de Março. Inscreva-se aqui

A 10.ª edição do Concurso Nacional de Mel e a 7.ª edição do Concurso Nacional …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.