Início / Agenda / Confagri leva workshops à Feira Nacional da Floresta

Confagri leva workshops à Feira Nacional da Floresta

A Confagri – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Portugal marca presença na Feira Nacional da Floresta, que se realiza no Expocentro em Pombal, de 18 a 20 de Maio, e que conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa.

No âmbito desta Feira, a Confagri, em parceria com a CoPombal, vai realizar três workshops subordinados a temas que estão relacionados com a floresta e os seus desafios: no dia 19, das 10h00 às 11h20, falar-se-á sobre “O Futuro da Floresta em Portugal – A 5 e a 20 anos”; das 15h30 às 17h15, a conversa vai centrar-se na “Potencialidade dos Recursos Florestais”. No dia 20, das 14h15 às 16h00 será abordada a questão “A Floresta ao serviço da energia”.

“Reerguer das cinzas”

Para o secretário-geral da Confagri, Francisco Silva, “depois de feito o luto temos que nos reerguer das cinzas. Têm de ser tomadas medidas estratégicas para recuperar as florestas que foram devastadas pelos incêndios do último ano e que arruinaram muitas famílias e a economia local de várias comunidades. Aliámo-nos à CoPombal, nesta que tem sido uma profícua colaboração de décadas entre as duas organizações, para valorizar a floresta, incidindo em casos de sucesso que promovem os benefícios ambientais, sociais e económicos das áreas florestais e as boas práticas na sua gestão”.

Por seu turno, o presidente da CoPombal, Abel Braz, refere: “consideramos da máxima utilidade e urgência o debate dos temas que trazemos a público nestes workshops, ferramentas que ajudarão a acelerar e impulsionar a recuperação e a boa gestão da Floresta e, por outro lado, explorar as potencialidades que esta oferece, quer seja a nível da apicultura, quer seja a nível da produção de energia. Vamos ouvir o sector e partilhar experiências que poderão inovar e inspirar melhores práticas”.

A Floresta como impulsionadora da economia local

Mais de 50 empresas, que representam 11 dos 18 distritos de Portugal Continental (Aveiro, Castelo Branco, Leiria, Santarém, Lisboa, Évora, Coimbra, Setúbal, Bragança, Vila Real e Porto), vão estar representadas nesta Feira que pretende: evidenciar o papel da floresta na propulsão da economia, do emprego e do desenvolvimento sustentável; criar oportunidades de negócio; sensibilizar públicos alargados para defesa e protecção da floresta; promover debate e informação em diferentes aspectos ligados à fileira da floresta; e promover Pombal como centro de exposições do sector florestal.

Para o presidente da Câmara de Pombal, Luís Alves Mateus, a Feira Nacional da Floresta pretende ser um espaço para “partilhar experiências, apresentar tecnologias, discutir soluções e inovações tecnológicas, conhecer os mercados, divulgar apoios e os actores comerciais, industriais e institucionais e tornar pública a dimensão humana territorial, financeira e ambiental desta riqueza de Portugal”.

Mais de 60% de Pombal é floresta

Segundo o autarca, “o concelho de Pombal tem mais de 60% do seu território coberto com área florestal e uma forte tradição ligada à floresta, o que fez com que o Município idealizasse a Feira da Floresta. A localização geográfica de Pombal e a importância económica da Floresta facilitou a realização de uma Feira Nacional. A ideia é que Pombal se assuma como a Capital Portuguesa da Floresta, dando assim passos para a criação de cluster”.

Recorde-se que esta é uma iniciativa do Município de Pombal em colaboração com a Cooperativa Agrícola do Concelho de Pombal, a Associação de Produtores Florestais de Pombal e a Associação de Desenvolvimento e Iniciativas Locais de Pombal (ADILPOM).

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Museu Marítimo de Sesimbra nomeado para Museu Europeu do Ano

O Museu Marítimo de Sesimbra está nomeado para o prémio Museu Europeu do Ano, cujo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.