Início / Agricultura / Colheita confirma aumento do rendimento unitário do tomate para a indústria

Colheita confirma aumento do rendimento unitário do tomate para a indústria

A colheita do tomate para a indústria iniciou-se na semana 31 (29 de Julho a 4 de Agosto) e tem decorrido com normalidade, segundo as previsões agrícolas do Instituto Nacional de Estatística (INE), em 31 de Agosto.

Acrescenta o INE no seu Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Setembro de 2019 que os receios de que a apanha (totalmente mecanizada) e o transporte do tomate para as indústrias transformadoras, bem como o próprio funcionamento das fábricas (dependente de fuel e gás), pudessem ser afectados pelas dificuldades no abastecimento de combustíveis (resultantes da greve dos motoristas de matérias perigosas), não se concretizaram, tendo a calendarização das entregas de tomate à indústria sido cumprida sem dificuldades.

Colhida cerca de 50% da área plantada

No final do mês de Agosto estava colhida cerca de 50% da área plantada, e os frutos apresentavam bom estado sanitário, teores adequados de licopenos (responsáveis pela cor vermelha do tomate) e graus Brix elevados.

A produtividade média deverá ultrapassar as 93 mil toneladas por hectare, uma das mais elevadas desde que há registos sistemáticos.

Girassol

Quanto ao girassol, com o decorrer da colheita foi possível afinar as previsões do rendimento unitário, que apontam para uma manutenção do nível alcançado na campanha anterior (que, recorde-se, foi a que registou a maior produtividade dos últimos trinta e três anos).

A principal razão para o aumento sistemático da produtividade desta cultura nos últimos anos tem sido a concentração do seu cultivo em área de regadio.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Capoulas Santos atribui à IACA a Medalha de Honra da Agricultura

O actual Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, , na sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.