Início / Apoios e Oportunidades / CIP e Governo debatem Programa Internacionalizar

CIP e Governo debatem Programa Internacionalizar

A CIP – Confederação Empresarial de Portugal (CIP) reuniu-se hoje, 4 de Outubro, com o secretário de Estado da Internacionalização para debater o documento de trabalho que serve de base ao Programa Internacionalizar, o qual pretende articular os sectores privado e público numa estratégia para aumentar as exportações nacionais e a captação de investimento directo estrangeiro.

Neste encontro, a CIP teve a oportunidade de afirmar “o seu empenho na definição da estratégia e na materialização da mesma, através de propostas que potenciem a sua implementação”. Neste contexto, a CIP considera “essencial a definição de medidas que promovam a cooperação empresarial, conferindo dimensão às empresas nacionais na abordagem aos mercados externos”.

Segundo um comunicado da confederação de empresários, “é também crucial assegurar a participação dos representantes empresariais na preparação das posições governamentais e no acompanhamento das negociações dos Acordos de Comércio Livre da União Europeia, bem como a inclusão dos representantes empresariais na identificação de mercados estratégicos e prioritários”.

Separação clara do papel de coordenação

A CIP considera ainda necessário promover a separação clara do papel de coordenação que compete às entidades públicas, às empresas e às associações que as representam e desenvolvem acções que promovem a sua internacionalização.

Em suma, as propostas apresentadas pela CIP no âmbito do Programa Internacionalizar compreendem quatro grandes áreas de actuação: capacitação para a internacionalização – formação e investimento; informação sobre os mercados; acções de promoção externa de mercados; apoio e aconselhamento nos mercados externos, reforçando importância da diplomacia económica.

A internacionalização da economia portuguesa constitui-se como “uma das mais importantes estratégias para uma recuperação económica sustentada. Trata-se de intensificar o grau de internacionalização, investindo numa trajectória de crescimento baseada numa categórica afirmação das empresas portuguesas nos mercados internacionais. O investimento e a cooperação entre as empresas portuguesas são fulcrais para enfrentar a concorrência nos mercados externos, além de permitirem o reforço da sua competitividade, através de ganhos na capacidade de produção e inovação”, realça a CIP.

Através da sua presença nos principais organismos empresariais internacionais, a CIP tem, “ao longo tempo, lutado para o reforço da importância de Portugal no panorama internacional”.

Acrescentam os responsáveis da Confederação  que defendem, “há muito, a inclusão da internacionalização das empresas como uma prioridade da política económica e louva, por isso, esta iniciativa do actual executivo. A CIP está disponível para contribuir com o seu know-how e com a experiência que os seus Associados possuem no terreno, de forma a assegurar a concretização do apoio prestado à actividade das empresas nos mercados externos”.

A CIP – Confederação Empresarial de Portugal representa, através da sua rede associativa, 114.566 empresas, que empregam 1.541.539 trabalhadores e têm um volume de negócios de 105.208 milhões de euros.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

APOGER diz que guia electrónica de acompanhamento de resíduos é “abusiva”

  A APOGER — Associação Portuguesa de Operadores de Gestão de Resíduos e Recicladores, opõe-se …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *