Lacticínios – AGRICULTURA E MAR ACTUAL http://agriculturaemar.com Portal do mundo rural e da economia do mar Sun, 17 Nov 2019 12:34:41 +0000 pt-PT hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.2.4 XIII Congresso da Agricultura dos Açores debate campanhas de contra-informação na pecuária http://agriculturaemar.com/xiii-congresso-da-agricultura-dos-acores-debate-campanhas-de-contra-informacao-na-pecuaria/ http://agriculturaemar.com/xiii-congresso-da-agricultura-dos-acores-debate-campanhas-de-contra-informacao-na-pecuaria/#respond Sun, 17 Nov 2019 12:00:39 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=45566 O XIII Congresso da Agricultura dos Açores, evento promovido pela Federação Agrícola dos Açores, decorrer de 20 a 22 Novembro de 2019, no Auditório do Ramo Grande – Praia da Vitória, na Ilha Terceira. O encontro tem como objectivo promover o debate respeitante aos desafios que a agricultura enfrenta, relacionados com as “alterações climáticas e …

O post XIII Congresso da Agricultura dos Açores debate campanhas de contra-informação na pecuária aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
O XIII Congresso da Agricultura dos Açores, evento promovido pela Federação Agrícola dos Açores, decorrer de 20 a 22 Novembro de 2019, no Auditório do Ramo Grande – Praia da Vitória, na Ilha Terceira.

O encontro tem como objectivo promover o debate respeitante aos desafios que a agricultura enfrenta, relacionados com as “alterações climáticas e as campanhas de contra-informação, bem como, sobre as implicações da Política Agrícola Comum pós-2020 na actividade agrícola e pecuária dos Açores”.

O evento está estruturado em painéis de debate, divididos pelos 2 dias do congresso e subordinados aos temas: alterações climáticas, globalização e agricultura; leite e lacticínios; promover os produtos dos Açores – estratégias e desafios; carne bovina – estratégias para estimular a produção e a comercialização; agricultura e floresta; estratégia para o futuro da agricultura nos Açores; e o próximo Quadro de Programação – PAC pós 2020.

O XIII Congresso da Agricultura dos Açores vai juntar produtores, empresas de retalho,banca, investigadores, ambientalistas e políticos. O ultimo dia será dedicado a visitas de campo.

Programa

20 de Novembro

09h30 – Creditação/entrega de documentação
10h00 – Sessão de Abertura

Painel 1 – Alterações Climáticas, Globalização e Agricultura

Moderador: Paulo Simões (Director Editorial do Jornal Açoriano Oriental)

10h45 – Alterações climáticas e a sustentabilidade da agricultura nos Açores – Dr. Eduardo Brito de Azevedo (Coordenador do IITAA)

11h00 – Roteiro da Neutralidade Carbónica 2050 e as suas implicações na agricultura – Eng.º Paulo Canaveira (Agência Portuguesa do Ambiente)

11h15 – Coffee-break

11h30 – Mesa redonda – Globalização e Agricultura
– Dr. Francisco Sarmento (Chefe do Escritório de Informação FAO em Portugal e junto da CPLP)
– Dr. Gualter Furtado (Presidente do conselho económico e social)
– Eng.º Eduardo Oliveira e Sousa (Presidente da CAP)

12h15 – Debate

13h00 – Almoço

Painel 2 – Leite e Lacticínios

Moderador – Vice-presidente da Federação Agrícola dos Açores, José António Azevedo
14h30 – Consumo de leite e lacticínios – Mitos & Verdades – Dra. Cidália Ponte (Hospital do Divino Espírito Santo)

14h45 – Perspectivas de mercado para a produção e indústria dos Açores
– Pedro Tavares (representante da Lactaçores)
– Dra. Mª. Cândida Marramaque (Directora Geral da ANIL)
– Dra. Ondina Afonso (Presidente do Clube de Produtores Continente – Sonae)

15h45 – Debate

16h15 – Coffee Break

Painel 3 – Promover os produtos dos Açores – estratégias e desafios

Moderador: Eng.º. João Paulo Temudo Valadão dos Santos (Caixa de Crédito Agrícola Mútuo dos Açores)

16h30 – Marca “Açores” e promoção dos produtos agrícolas – Dra. Marisa Toste (SDEA)

16h45 – Estratégias de mercado – Dr. Mário Fortuna (Câmara do Comércio e Indústria dos Açores)

17h00 – Promover os produtos dos Açores – estratégias e desafios – Vítor Tito (BBZ)

17h15 – Agricultura dos Açores – Dr. André Leonardo (Empreendedor, Viajante, Autor & Orador)

17h30 – Debate

17h45 – Encerramento dos Trabalhos

Jantar Livre

21 de Novembro

Painel 4 – Carne bovina – estratégias para estimular a produção e a comercialização

Moderador: Vice-presidente da Federação Agrícola dos Açores, Paulo Rocha

09h30 – Valor nutritivo da carne bovina – Dra. Tânia Rocha (Nutricionista)

09h45 – Carne Bovina e os desafios futuros da produção – Eng.ª Ana Geraldo (Associação Portuguesa de Engenharia Zootécnica)

10h00 – Estratégias para o sector da carne bovina nos Açores – Engº. Paulo Costa – (Federação Agrícola dos Açores)

10h15 – Perspectivas para o sector nos Açores – Eng.º José Élio Valadão (Direcção Regional da Agricultura)

10h30 – Debate

10h45 – Coffee break

Painel 5 – Agricultura e Floresta

Moderador: Vice-presidente da Federação Agrícola dos Açores, Hélder Costa

11h00 – Auto-consumo e produção de hortícolas e frutas nos Açores – Dra. Andrêa Vasconselos (responsável pelo Clube de Produtores INSCO)

11h15 – Produções e valorização de produtos DOP e IGP dos Açores – Eng.º Adelaide Mendes (Directora de Serviços de Qualidade – IAMA)

11H30 – Jovens agricultores – Pedro Gallardo (Presidente da ASAJA – Cádis)

11h45 – Valorização da criptoméria dos Açores Floresta – Eng. º Paulo Lima (Serviço Florestal da Ilha Terceira)

12h00 – Importância da Agricultura biológica nos Açores – Dra. Mónica Rocha (Presidente da Cooperativa Bioazórica)

12h15 – Debate

12h30 – Almoço

Painel 6 – Estratégia para o futuro da agricultura nos Açores

Moderador: jornalista RDP – Açores, Armando Mendes

14h30 – Intervenções dos partidos com assento na ALRA
– Representante do PS-Açores
– Representante do PSD-Açores
– Representante do PP-Açores
– Representante do PCP-Açores
– Representante do BE-Açores
– Representante do PPM-Açores Açores

15h30 – Debate

15h45 – Coffee Break

Painel 7 – Mesa Redonda – Próximo Quadro de Programação – PAC pós 2020

Moderador: Vice-presidente da Federação Agrícola dos Açores, Rui Matos

16h00 – Intervenções
– Eng.º Eduardo Diniz (Director-Geral do GPP)
– Dr. Arlindo Cunha (Presidente da CVR do Dão)
– Eng.º Luís Mira (Secretário Geral da CAP)
– Eng.º João Ponte (Secretário Regional Agricultura)
– Jorge Rita (Presidente da Federação Agrícola dos Açores)

17h30 – Debate

18h30 – Sessão de Encerramento

19h00 – Jantar de Encerramento

22 de Novembro

09h30 – Visitas de campo

– Exploração leiteira – Irmãos Toste Coelho – Expl. Agropec. Lda.
– Exploração de carne – Luís Machado
– Fruter Coop

13h00 – Almoço/churrasco (Parque Multissetorial da Ilha Terceira)

Agricultura e Mar Actual

O post XIII Congresso da Agricultura dos Açores debate campanhas de contra-informação na pecuária aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/xiii-congresso-da-agricultura-dos-acores-debate-campanhas-de-contra-informacao-na-pecuaria/feed/ 0
Cooperativa dos Agricultores de Mangualde faz Encontro de Capacitação da Fileira dos Queijos http://agriculturaemar.com/cooperativa-dos-agricultores-de-mangualde-faz-encontro-de-capacitacao-da-fileira-dos-queijos/ http://agriculturaemar.com/cooperativa-dos-agricultores-de-mangualde-faz-encontro-de-capacitacao-da-fileira-dos-queijos/#respond Sat, 09 Nov 2019 16:06:49 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=45349 A COAPE — Cooperativa dos Agricultores de Mangualde está a organizar o Encontro de Capacitação da Fileira dos Queijos DOP da Região Centro, a realizar-se no próximo dia 15 de Novembro, a partir das 14h15, no Auditório da Câmara Municipal de Mangualde. A entrada é livre. O Programa de Valorização da Fileira do Queijo DOP …

O post Cooperativa dos Agricultores de Mangualde faz Encontro de Capacitação da Fileira dos Queijos aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A COAPE — Cooperativa dos Agricultores de Mangualde está a organizar o Encontro de Capacitação da Fileira dos Queijos DOP da Região Centro, a realizar-se no próximo dia 15 de Novembro, a partir das 14h15, no Auditório da Câmara Municipal de Mangualde. A entrada é livre.

O Programa de Valorização da Fileira do Queijo DOP na Região Centro tem por objectivo apoiar os agentes da fileira na resolução dos principais estrangulamentos da cadeia de valor dos queijos tradicionais da região desde o produtor de leite até ao consumidor de modo a fortalecer e valorizar a fileira.

São objectivos estratégicos deste programa:

  • Implementar uma estratégia de rejuvenescimento, valorização e competitividade da fileira;
  • Promover a inovação e o conhecimento dentro da fileira dos Queijos DOP da Região Centro;
  • Melhorar a qualidade e segurança alimentar dos Queijos DOP da Região Centro;
  • Melhorar a capacidade de resposta das entidades gestoras das DOP e IGP;
  • Sensibilizar os produtores para a importância do processo de certificação;
  • Implementar uma Estratégia de Promoção e Marketing dos Queijos DOP Região Centro;
  • Tornar a opção pela compra do Queijo DOP mais apelativa / atrativa;

Programa

14h15 – Recepção aos Participantes

14h30 – Sessão de Abertura

14h45 – Pastagens e Forragens. A Importância da Alimentação Animal – Eng. Joel Presa (Fertiprado)

15h10 – Alimentação e Respectiva Sanidade = Qualidade Final – Enga. Susana Sousa e Eng. Vitor Santos (Provimi)

15h30 – Melhoramento da Raça Serra da Estrela – Eng. Rui Dinis (ANCOSE)

16h00 – Vale Pastor + – Enga Odete Gonçalves (InovCluster)

16h15 – Debate e Encerramento

Agricultura e Mar Actual

O post Cooperativa dos Agricultores de Mangualde faz Encontro de Capacitação da Fileira dos Queijos aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/cooperativa-dos-agricultores-de-mangualde-faz-encontro-de-capacitacao-da-fileira-dos-queijos/feed/ 0
Esposende recebe Colóquio Nacional do Leite a 29 de Novembro http://agriculturaemar.com/esposende-recebe-coloquio-nacional-do-leite-a-29-de-novembro/ http://agriculturaemar.com/esposende-recebe-coloquio-nacional-do-leite-a-29-de-novembro/#respond Tue, 05 Nov 2019 07:57:00 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=45261 A Aprolep — Associação dos Produtores de Leite de Portugal, em colaboração com a AJADP — Associação dos Jovens Agricultores do Distrito do Porto, vai organizar no dia 29 de Novembro de 2019, entre as 10 e as 18 horas, no Auditório do Hotel Axis Ofir em Esposende, o Colóquio Nacional do Leite 2019. O …

O post Esposende recebe Colóquio Nacional do Leite a 29 de Novembro aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A Aprolep — Associação dos Produtores de Leite de Portugal, em colaboração com a AJADP — Associação dos Jovens Agricultores do Distrito do Porto, vai organizar no dia 29 de Novembro de 2019, entre as 10 e as 18 horas, no Auditório do Hotel Axis Ofir em Esposende, o Colóquio Nacional do Leite 2019.

O Colóquio vai debater os seguintes temas: “Como valorizar a erva na produção de leite?”, “Bem-estar Animal e a imagem da produção de leite”, “Criar vacas e produzir leite num ambiente sustentável” e “O desafio de comunicar agricultura”.

A organização espera cerca de 300 participantes. A inscrição é obrigatória (aqui) e os lugares são limitados.

Como valorizar a erva na produção de leite

O primeiro tema, “Como valorizar a erva na produção de leite? ”terá uma mesa redonda moderada pelo jornalista Nuno Marques da Revista “Ruminantes” e intervenção especial de César Resch Zafra, do Centro de Investigação Agrária de Mabegondo (Galiza), que em conjunto com outros especialistas nacionais (Carlos Solipa Neves e Joel Presa) e um jovem agricultor e prestador de serviços (José Maia) ajudará a afinar estratégias para melhorar a produção, colheita e conservação da erva, aquela que é actualmente uma segunda cultura complementar ao milho, mas que pode melhorar como fonte proteica capaz de reduzir as importações de proteaginosas para alimentação animal.

Bem-estar Animal e a imagem da produção de leite

O segundo tema, “Bem-estar Animal e a imagem da produção de leite”, será moderado por Carlos Neves, vice-presidente da Aprolep e contará com intervenção do professor universitário Joaquim Cerqueira, de dois especialistas em bem-estar animal, os veterinários Isabel Santos e Luís Pinho, e ainda de Cristina Maia, zootécnica e membro do projecto “Leite é vida”.

A organização do Colóquio tem como objectivo abordar os avanços científicos relativos ao bem-estar das vacas leiteiras, a sua implementação e certificação no terreno e as preocupações e percepções dos consumidores e sociedade envolvente sobre este tema.

Criar vacas e produzir leite num ambiente sustentável

No terceiro tema, “Criar vacas e produzir leite num ambiente sustentável”, com a moderação de Marisa Costa, vice-presidente da Aprolep, são esperados os contributos de Henrique Trindade e David Fangueiro, investigadores e professores universitários, para esclarecer como se podem cultivar os campos e produzir leite, criando vacas e reduzindo impactos ambientais, reduzindo a emissão de gases com efeito de estufa e integrando num ciclo natural onde seja possível o sequestro de carbono e a redução do uso de fertilizantes químicos.

O desafio de comunicar agricultura

No último tema será abordado “O desafio de comunicar agricultura” com moderação de Nélia Silva, da Comunicland e intervenção de João Villalobos, especialista em comunicação. “Os ataques cruzados e sucessivos à agricultura e à pecuária, em particular à produção de leite e carne bovina levantam-nos interrogações que esperamos ver respondidas”,salienta a organização do evento.

Está já confirmada a presença da Directora Regional de Agricultura e Pescas do Norte, Carla Alves. Para celebrar e demonstrar a qualidade dos produtos lácteos que resultam da transformação do bom leite português, o Colóquio terá uma vez mais um pequeno-almoço lácteo para iniciar o dia e terminará com um lanche também com produtos lácteos.

O Colóquio conta com o apoio da Caixa de Crédito Agrícola de Póvoa de Varzim, Vila do Conde e Esposende e é patrocinado por várias empresas: Syngenta, Solvenag, Sojagado, Coren, Agrovete, Genética 21, Nanta, Fertinagro, Torre Marco, Harker, Dekalb, Socidias, Fertiprado, De Heus, Pioneer, Gondimil e Consulai, sendo parceira de comunicação a Vaca Pinta.

Agricultura e Mar Actual

O post Esposende recebe Colóquio Nacional do Leite a 29 de Novembro aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/esposende-recebe-coloquio-nacional-do-leite-a-29-de-novembro/feed/ 0
João Ponte: Prémios dos queijos dos Açores no concurso nacional devem servir de estímulo ao aperfeiçoamento da produção http://agriculturaemar.com/joao-ponte-premios-dos-queijos-dos-acores-no-concurso-nacional-devem-servir-de-estimulo-ao-aperfeicoamento-da-producao/ http://agriculturaemar.com/joao-ponte-premios-dos-queijos-dos-acores-no-concurso-nacional-devem-servir-de-estimulo-ao-aperfeicoamento-da-producao/#respond Tue, 29 Oct 2019 19:00:05 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=45196 O secretário Regional da Agricultura e Florestas doa Açores, João Ponte felicitou hoje, 29 de Outubro, todos, cooperativas e indústrias açorianas distinguidas no âmbito do Concurso Queijos de Portugal 2019, alegando que os prémios atribuídos devem servir de estímulo para continuar o processo de aperfeiçoamento da qualidade da produção de queijos na Região. “Estamos convictos …

O post João Ponte: Prémios dos queijos dos Açores no concurso nacional devem servir de estímulo ao aperfeiçoamento da produção aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
O secretário Regional da Agricultura e Florestas doa Açores, João Ponte felicitou hoje, 29 de Outubro, todos, cooperativas e indústrias açorianas distinguidas no âmbito do Concurso Queijos de Portugal 2019, alegando que os prémios atribuídos devem servir de estímulo para continuar o processo de aperfeiçoamento da qualidade da produção de queijos na Região.

“Estamos convictos e confiantes que esta distinção constitui uma motivação acrescida para o trabalho que cada um de nós, nas nossas áreas, tem que fazer para que a produção de queijo nos Açores seja cada vez mais forte e competitiva”, referiu João Ponte, no ofício enviado às indústrias e cooperativas premiadas.

Concurso Queijos de Portugal

A entrega dos prémios do Concurso Queijos de Portugal, organizada pela Associação Nacional dos Industriais de Lacticínios (ANIL), decorreu segunda-feira em Lisboa, tendo sido disputada por um total de 210 queijos, dos quais 24 dos Açores, em 23 categorias.

Foram premiados, em diversas categorias, queijos de cooperativas e indústrias das ilhas do Faial, São Jorge, Terceira e São Miguel.

Para João Ponte os produtos lácteos dos Açores têm todas as condições para continuar a trilhar o caminho da qualidade, da inovação, da diferenciação e da aposta em produtos genuínos, como por exemplo o biológico.

Aproveitar as boas oportunidades

Neste sentido, frisou o governante, importa continuar a aproveitar as boas oportunidades proporcionadas pela natureza açoriana para a produção agrícola de qualidade, estar atentos e dar resposta às escolhas dos consumidores, assegurar a sustentabilidade ambiental e o bem-estar animal.

“Estes são factores determinantes para um posicionamento nos mercados e para uma maior valorização das nossas produções”, considerou João Ponte, lembrando que os Açores representam 53% do queijo produzido no País.

Cooperativa Agrícola de Lacticínios do Faial

Na categoria “Queijo Flamengo” foi vencedor o queijo “Ilha Azul”, da Cooperativa Agrícola de Lacticínios do Faial (CALF) e na categoria “Ilha” o queijo “São Miguel (9 meses)”, da Unileite.

Os queijos açorianos receberam ainda 7 menções honrosas, designadamente, o “Valformoso”, na categoria “Flamengo”, o “Milhafre dos Açores”, na categoria “Queijo de Vaca Cura Normal”, o “Capelinhos” e o “Milhafre dos Açores”, ambos na categoria “Vaca Cura Prolongada”, os queijos “Beira” e “Lourais”, ambos na categoria “Ilha” e ainda o “Valformoso”, na categoria “Queijo para Barrar”.

Agricultura e Mar Actual

O post João Ponte: Prémios dos queijos dos Açores no concurso nacional devem servir de estímulo ao aperfeiçoamento da produção aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/joao-ponte-premios-dos-queijos-dos-acores-no-concurso-nacional-devem-servir-de-estimulo-ao-aperfeicoamento-da-producao/feed/ 0
Agosto regista queda na produção de frango, de ovos e de leite para consumo http://agriculturaemar.com/agosto-regista-queda-na-producao-de-frango-de-ovos-e-de-leite-para-consumo/ http://agriculturaemar.com/agosto-regista-queda-na-producao-de-frango-de-ovos-e-de-leite-para-consumo/#respond Tue, 29 Oct 2019 11:00:52 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=45154 O volume de produção de frango em Agosto de 2019 teve um decréscimo de 2,3% (+2,2% em Julho), com 24.830 toneladas. O número de cabeças foi inferior ao mês homólogo em 3,3% (+2,7% em Julho), segundo o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Outubro de 2019 do Instituto Nacional de Estatística (INE). A produção …

O post Agosto regista queda na produção de frango, de ovos e de leite para consumo aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
O volume de produção de frango em Agosto de 2019 teve um decréscimo de 2,3% (+2,2% em Julho), com 24.830 toneladas. O número de cabeças foi inferior ao mês homólogo em 3,3% (+2,7% em Julho), segundo o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Outubro de 2019 do Instituto Nacional de Estatística (INE).

A produção de ovos de galinha para consumo apresentou igualmente uma diminuição de 2,9% (-2,2% em Julho), com 8.922 toneladas produzidas.

Nota: Dados recolhidos pelos Inquéritos mensais à avicultura industrial.

Redução na produção de leite para consumo

Por sua vez, acrescentam os técnicos do INE, a recolha de leite de vaca em Agosto de 2019 foi 151,2 mil toneladas, o que indica um aumento de 0,7% (-1,4% em Julho).

O fabrico de produtos lácteos foi inferior em 11,5% (-4,9% em Julho), devido sobretudo à redução de produção do leite para consumo (-16,4%) e também pelo decréscimo do volume de produção dos leites acidificados (-8,6%). Contudo, houve aumento das produções de nata para consumo (+11,9%), manteiga (+8,6%) e queijo de vaca (+5,7%), acrescenta o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Outubro de 2019.

Nota: Dados recolhidos pelo Inquérito mensal ao leite de vaca e produtos lácteos.

Agricultura e Mar Actual

O post Agosto regista queda na produção de frango, de ovos e de leite para consumo aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/agosto-regista-queda-na-producao-de-frango-de-ovos-e-de-leite-para-consumo/feed/ 0
Melhores Queijos de Portugal 2019 já são conhecidos. Lacticôa “arrebatou” o júri http://agriculturaemar.com/melhores-queijos-de-portugal-2019-ja-sao-conhecidos-lacticoa-arrebatou-o-juri/ http://agriculturaemar.com/melhores-queijos-de-portugal-2019-ja-sao-conhecidos-lacticoa-arrebatou-o-juri/#respond Mon, 28 Oct 2019 18:10:20 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=45189 A 11.ª edição do ‘Concurso Queijos de Portugal’, promovido pela Associação Nacional dos Industriais dos Lacticínios (ANIL), contou com 210 queijos inscritos. Destes, 23 vão passar a envergar o selo ‘Prémio Melhor Queijo 2019 – Concurso Queijos de Portugal’ e 46 foram distinguidos com menções honrosas. A cerimónia de anúncio e entrega dos galardões realizou-se …

O post Melhores Queijos de Portugal 2019 já são conhecidos. Lacticôa “arrebatou” o júri aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A 11.ª edição do ‘Concurso Queijos de Portugal’, promovido pela Associação Nacional dos Industriais dos Lacticínios (ANIL), contou com 210 queijos inscritos. Destes, 23 vão passar a envergar o selo ‘Prémio Melhor Queijo 2019 – Concurso Queijos de Portugal’ e 46 foram distinguidos com menções honrosas.

A cerimónia de anúncio e entrega dos galardões realizou-se hoje, dia 28 de Outubro, no âmbito do evento ‘Grandes Escolhas Vinhos & Sabores 2019’, na FIL, em Lisboa.

Na edição deste ano, a Lacticôa — Lacticínios do Côa destacou-se. A empresa dos Lacticínios do Côa conquistou um duplo ‘Prémio Melhor Queijo 2019’ para as referências ‘Vale do Côa’, nas categorias ‘Ovelha Amanteigado’ (novidade desta edição) e ‘Ovelha Cura Normal’; e duas menções honrosas para os queijos ‘Estrela do Pastor’, nas categorias ‘Ovelha Cura Normal’ e ‘Ovelha Cura Prolongada’.

A Queijos Quinta da Rigueira venceu nas categorias ‘Cabra Cura Normal’ e ‘Requeijão Cabra’ e arrecadou uma menção honrosa para o seu queijo de ‘Cabra Cura Prolongada’.

Duas novas categorias

A edição deste ano primou pela abertura de duas novas categorias: a de ‘Ovelha Amanteigado’, cujo vencedor foi referido acima; e a de ‘Novos Sabores Frescos’, na qual o eleito foi o ‘Herdade da Maia Requeijão de Ovelha com Doce de Abóbora’, da Sociedade Industrial Herdade da Maia.

Ganharam um duplo selo de vencedor, a Lacticínios MAF – com o queijo de vaca de cura prolongada ‘A Queijaria Apimentada’ (tal como em 2018) e o ‘Rico Creme com Nozes’, para barrar –; e a Lactimercados, com os queijos de ‘Cabra Cura Prolongada’ e ‘Mistura Cura Normal’ da marca ‘Quinta dos Moinhos Novos’.

Repetentes

É também de salientar a Queijo Saloio, na medida em que repete a proeza do louvor dos anos 2016, 2017 e 2018, na categoria ‘Mistura Cura Prolongada’, com o ‘Três Igrejas’ de seis meses de cura. Em relação a 2018, há bons “repetentes” a envergar o selo de ‘Prémio Melhor Queijo’: Lacticínios do Paiva (‘Requeijão de Vaca’), Queijaria Sapata (‘Requeijão de Ovelha’); Prado da Sicó (‘Requeijão de Mistura’); Queijaria Guilherme (‘Queijo Fresco Atabafado’) e UNILEITE (‘Queijo Ilha’).

Como se realiza o desafio

Os resultados do ‘Concurso Queijos de Portugal 2019’ decorreram de uma análise rigorosa, objectiva e técnica, em regime de “prova cega”, feita por 25 jurados, nas instalações da ALS Controlvet / Fullsense, em Tondela.

Na edição deste ano, estiveram, em número recorde, 210 referências de queijo a concurso. A composição do júri abrangeu representantes do sector, dos organismos de controlo e certificação, de instituições de ensino, da restauração e da gastronomia, da distribuição e dos meios de comunicação social.

De destacar que a ANIL passa a integrar no painel de jurados, a partir desta edição, representantes de empresas do sector industrial (diferentes de ano para ano, dando voz a todas). Nota ainda para o facto de este ano se ter juntado ao Concurso um elemento brasileiro, ficando assim uma porta aberta para difundir os sabores dos queijos portugueses além-fronteiras.

Potenciar e dinamizar toda a indústria 

O ‘Concurso Queijos de Portugal’ nasceu, em 2009, com o objectivo de potenciar e dinamizar toda a indústria de queijo. Através desta competição, a ANIL propõe-se gerar sadia competição, dinâmica, e estimular os produtores a inovar, através do lançamento de novidades, de melhores queijos, mais saborosos e mais bem trabalhados.

Ao mesmo tempo, pretende fomentar o conhecimento do produto e despertar a atenção do consumidor para as suas diversas variedades, elevando o consumo de queijo (e de leite) no País.

Melhores Queijos do Concurso Queijos de Portugal 2019

  • Queijo Fresco Vaca: Requeijoeste (Filomena Maria Amaro)
  • Queijo Fresco Ovelha: Tété (Tété II – Produtos Lácteos)
  • Queijo Fresco Cabra: Luísa (Rigor Fresco)
  • Queijo Fresco Mistura: Queijo Fresco Cabreiro (Lactifeita Unipessoal)
  • Queijo Fresco Atabafado: Guilherme (Queijaria Guilherme)
  • Requeijão de Vaca: Paiva – Requeijão de Lamego (Lacticínios do Paiva)
  • Requeijão de Ovelha: Queijaria Sapata (Sapata e Filha)
  • Requeijão de Cabra: Quinta da Rigueira (Queijos Quinta da Rigueira)
  • Requeijão de Mistura: Prado da Sicó (Queijaria Prado da Sicó)
  • Flamengo: Ilha Azul (CALF – Cooperativa Agrícola de Lacticínios do Faial)
  • Vaca Cura Normal: Flor da Estrela (Lactovil – Lacticínios de Trancoso)
  • Vaca Cura Prolongada: A Queijaria Apimentada (Lacticínios MAF)
  • Ilha: São Miguel, 9 Meses (UNILEITE – União das Cooperativas Agrícolas de Lacticínios e de Produtores de Leite da Ilha de São Miguel)
  • Ovelha Amanteigado: Vale do Côa (Lacticoa – Lacticínios do Côa) – NOVA CATEGORIA
  • Ovelha Cura Normal: Vale do Côa (Lacticoa – Lacticínios do Côa)
  • Ovelha Cura Prolongada: Serramonte Santiago (JD – Empresa de Lacticínios)
  • Cabra Cura Normal: Quinta da Rigueira (Queijos Quinta da Rigueira)
  • Cabra Cura Prolongada: Quinta dos Moinhos Novos – queijo de cabra serrano (Lactimercados)
  • Mistura Cura Normal: Quinta dos Moinhos Novos – queijo bica (Lactimercados)
  • Mistura Cura Prolongada: Três Igrejas, 6 Meses (Queijo Saloio)
  • Para Barrar: Rico Creme com Nozes (Lacticínios MAF)
  • Novos Sabores Frescos: Herdade da Maia Requeijão de Ovelha com Doce de Abóbora (Sociedade Industrial Herdade da Maia) – NOVA CATEGORIA
  • Novos Sabores: Serras de Penela Curado de Mistura Alho e Orégãos (Serqueijos Pimenta, Fabrico de Queijos do Rabaçal)

A lista completa pode ser consultada aqui.

O post Melhores Queijos de Portugal 2019 já são conhecidos. Lacticôa “arrebatou” o júri aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/melhores-queijos-de-portugal-2019-ja-sao-conhecidos-lacticoa-arrebatou-o-juri/feed/ 0
Produção de gin com soro de leite de ovelha representa Portugal na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia http://agriculturaemar.com/producao-de-gin-com-soro-de-leite-de-ovelha-representa-portugal-na-mostra-internacional-de-ciencia-e-tecnologia/ http://agriculturaemar.com/producao-de-gin-com-soro-de-leite-de-ovelha-representa-portugal-na-mostra-internacional-de-ciencia-e-tecnologia/#respond Thu, 17 Oct 2019 11:06:40 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=44831 Uma jovem cientista representa Portugal na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia. Rodrigo Carvalho concorre com projecto inovador de produção de gin através do aproveitamento do soro de leite de ovelha resultante da produção de queijo. É já no próximo dia 22 de Outubro que tem início mais uma edição da MOSTRATEC – Mostra Internacional …

O post Produção de gin com soro de leite de ovelha representa Portugal na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
Uma jovem cientista representa Portugal na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia. Rodrigo Carvalho concorre com projecto inovador de produção de gin através do aproveitamento do soro de leite de ovelha resultante da produção de queijo.

É já no próximo dia 22 de Outubro que tem início mais uma edição da MOSTRATEC – Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia que se realiza até dia 25, em Novo Hamburgo, no Brasil. Promovido pela Fundação Liberato, a Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia conta, este ano, com a participação de cerca de 752 projectos do Brasil e de vários países, entre os quais se encontra Portugal.

“BEMBIBER: Requalificação dos Subprodutos das Queijarias”

A representar Portugal estará o Rodrigo Carvalho, jovem português que se destacou na 12.ª Mostra Nacional de Ciência, promovida pela Fundação da Juventude, no passado mês de Maio, no Porto, com o projecto intitulado “BEMBIBER: Requalificação dos Subprodutos das Queijarias”.

Desenvolvido por Rodrigo Carvalho e orientado pela professora Honorata Pereira da EPTOLIVA – Escola Profissional de Oliveira do Hospital “o projecto aproveita o soro de leite de ovelha resultante da produção de queijo e produz gin, manteiga e sal com aroma a queijo”.

Segundo o jovem investigador “o soro de leite de ovelha não tem qualquer valor no mercado, acabando por ser libertado como efluente em cursos de água, provocando a poluição e a contaminação das águas. Todos os subprodutos resultantes da produção do gin foram reaproveitados e transformados em produtos com valor económico, como sejam a manteiga e o sal com aroma a queijo”.

Apoio da Fundação da Juventude

Para Carla Mouro, presidente executiva da Fundação da Juventude, “face ao avanço do conhecimento científico e tecnológico em Portugal, a Fundação da Juventude tem vindo a apostar na promoção de áreas relacionadas com I&D, como forma de promover o empreendedorismo e a transferência de conhecimento. Um investimento que se reflecte no crescente número de jovens que, anualmente, participam no Concurso de Jovens Cientistas com o intuito de serem apurados para a Mostra Nacional de Ciência e alcançarem um lugar nos mais prestigiados certames Internacionais, onde Portugal se tem destacado”.

Mostra Nacional de Ciência: Uma das maiores a nível Europeu

A Mostra Nacional de Ciência, que assinalou este ano a sua 12.ª edição, é já considerada uma das maiores a nível Europeu. É a partir deste encontro de ciência que a própria Fundação da Juventude, enquanto promotora do Concurso de Jovens Cientistas e da Mostra Nacional de Ciência, selecciona os projectos destinados a representar Portugal em competições europeias e internacionais de ciência, como sejam a Final Europeia, a ISEF, a MOSTRATEC – Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia ou a Expo-Sciences International.

Agricultura e Mar Actual

O post Produção de gin com soro de leite de ovelha representa Portugal na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/producao-de-gin-com-soro-de-leite-de-ovelha-representa-portugal-na-mostra-internacional-de-ciencia-e-tecnologia/feed/ 0
Concurso de Queijos da ANIL bate recorde com 210 queijos em competição http://agriculturaemar.com/concurso-de-queijos-da-anil-bate-recorde-com-210-queijos-em-competicao/ http://agriculturaemar.com/concurso-de-queijos-da-anil-bate-recorde-com-210-queijos-em-competicao/#respond Thu, 10 Oct 2019 13:59:48 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=44610 As provas de avaliação da 11.ª edição do ‘Concurso Queijos de Portugal’, promovido pela Associação Nacional dos Industriais dos Lacticínios (ANIL), decorrem na tarde de hoje, 10 de Outubro, e prolongam-se até amanhã, dia, nas instalações da ALS Controlvet/Fullsense, em Tondela. De destacar os números que são recordes: 210 queijos e 25 jurados. O ‘Concurso …

O post Concurso de Queijos da ANIL bate recorde com 210 queijos em competição aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
As provas de avaliação da 11.ª edição do ‘Concurso Queijos de Portugal’, promovido pela Associação Nacional dos Industriais dos Lacticínios (ANIL), decorrem na tarde de hoje, 10 de Outubro, e prolongam-se até amanhã, dia, nas instalações da ALS Controlvet/Fullsense, em Tondela. De destacar os números que são recordes: 210 queijos e 25 jurados.

O ‘Concurso Queijos de Portugal’ nasceu, em 2009, com o objectivo de potenciar e dinamizar toda a indústria de queijo. A economia nacional atravessada uma fase complicada e o sector estava muito estagnado.

A ANIL propunha-se, através desta competição, a gerar dinâmica e a estimular os produtores a inovar, através do lançamento de novidades, queijos melhores, mais saborosos e mais bem trabalhados. Ao mesmo tempo, pretende fomentar o conhecimento do produto e despertar a atenção do consumidor para as suas diversas variedades, elevando o consumo de queijo (e de leite).

Novos queijos

Ao longo destes anos, tem sido notório o aparecimento de novos queijos, com sabores, com bolores de superfície, entre outras características. Também por isso, há necessidade da ANIL fazer adaptações no concurso.

Este ano, por exemplo, há mais duas categorias: ‘Novos Sabores Frescos’ – premiada, pela primeira vez, na passada edição, mas sem categoria oficialmente aberta – e ‘Queijo de Ovelha Amanteigado’. Elevam-se assim a 23 as categorias do ‘Concurso Queijos de Portugal’ (consultar lista completa abaixo).

Competição anual

Esta competição é realizada anualmente, sendo feita em regime de “prova cega”, por jurados com proveniências diversas: representantes do sector queijeiro, dos organismos de controlo e certificação, de instituições de ensino, da restauração e da gastronomia, da distribuição e comunicação social.

Para reforçar a qualidade e a seriedade do desafio, na avaliação objectiva e técnica das amostras enviadas pelos participantes, a ANIL passa a integrar no painel de jurados, a partir desta edição, representantes de empresas do sector industrial (diferentes de ano para ano, dando voz a todas).

Nota ainda para o facto de, este ano, se juntarem ao Concurso dois membros brasileiros, ficando assim uma porta aberta para difundir os sabores dos queijos portugueses além fronteiras.

Entrega de prémios acontece em Lisboa

À semelhança de anteriores, a cerimónia de entrega de prémios acontece em Lisboa, durante o evento ‘Grandes Escolhas Vinhos & Sabores’. Assim, o anúncio dos vencedores será feito na segunda-feira, dia 28 de Outubro, no Pavilhão 1 da FIL (Feira Internacional de Lisboa), no Parque das Nações.

Categorias do ‘Concurso Queijos de Portugal 2019’

  • Queijo Fresco (5): Vaca, Ovelha, Cabra, Mistura e Atabafado
  • Requeijão (4): Vaca, Ovelha, Cabra e Mistura
  • Flamengo (1)
  • Vaca (2): Cura Normal e Cura Prolongada
  • Ilha (1)
  • Ovelha (3): Cura Normal, Cura Prolongada e Amanteigado – Nova categoria
  • Cabra (2): Cura Normal e Cura Prolongada
  • Mistura (2): Cura Normal e Cura Prolongada
  • Para Barrar (1)
  • Novos Sabores (2): Novos Sabores e Novos Sabores Frescos – Nova categoria

Agricultura e Mar Actual

O post Concurso de Queijos da ANIL bate recorde com 210 queijos em competição aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/concurso-de-queijos-da-anil-bate-recorde-com-210-queijos-em-competicao/feed/ 0
Açores querem negociação de isenções para queijos e lácteos exportados para os EUA http://agriculturaemar.com/acores-querem-negociacao-de-isencoes-para-queijos-e-lacteos-exportados-para-os-eua/ http://agriculturaemar.com/acores-querem-negociacao-de-isencoes-para-queijos-e-lacteos-exportados-para-os-eua/#respond Mon, 07 Oct 2019 18:10:00 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=44510 O secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou que o Governo dos Açores está, desde Maio, a desenvolver diligências junto do Governo da República para que sejam empreendidas medidas que permitam a negociação de isenções para os queijos e produtos lácteos exportados para os Estados Unidos (EUA). “Face à decisão da administração norte-americana de aplicar …

O post Açores querem negociação de isenções para queijos e lácteos exportados para os EUA aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
O secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou que o Governo dos Açores está, desde Maio, a desenvolver diligências junto do Governo da República para que sejam empreendidas medidas que permitam a negociação de isenções para os queijos e produtos lácteos exportados para os Estados Unidos (EUA).

“Face à decisão da administração norte-americana de aplicar aumentos nas taxas e tarifas aduaneiras a vários produtos europeus, importa, no quadro bilateral e da União Europeia, que sejam empreendidas medidas que permitam negociar isenções para os produtos açorianos, dado o pouco impacto que têm no mercado dos EUA”, frisou João Ponte.

Impacto nas exportações açorianas

Reconhecendo que a aplicação de taxas e tarifas adicionais pelos EUA poderá ter um impacto gravoso nas exportações açorianas, João Ponte revelou que, só no último ano, foram exportadas 243 toneladas de queijo para aquele país, onde residem muitos emigrantes açorianos.

“Esta é uma matéria delicada, que carece do envolvimento de várias entidades e de um trabalho que está a ser feito, mas que, muitas vezes, não é do domínio público”, sustentou João Ponte.

Agricultura e Mar Actual

O post Açores querem negociação de isenções para queijos e lácteos exportados para os EUA aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/acores-querem-negociacao-de-isencoes-para-queijos-e-lacteos-exportados-para-os-eua/feed/ 0
Montiqueijo reconhecida como empresa Eco-Friendly http://agriculturaemar.com/montiqueijo-reconhecida-como-empresa-eco-friendly/ http://agriculturaemar.com/montiqueijo-reconhecida-como-empresa-eco-friendly/#respond Tue, 24 Sep 2019 15:00:12 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=44183 A Montiqueijo acaba de acrescentar um novo prémio ao seu palmarés. A produtora portuguesa de queijos, e única com a produção desde a origem, conquistou um novo Reconhecimento de Responsabilidade Social, Sustentabilidade e Reconhecimento de Práticas pela APEE – Associação Portuguesa de Ética Empresarial. Esta é a segunda distinção consecutiva que a produtora recebe da …

O post Montiqueijo reconhecida como empresa Eco-Friendly aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A Montiqueijo acaba de acrescentar um novo prémio ao seu palmarés. A produtora portuguesa de queijos, e única com a produção desde a origem, conquistou um novo Reconhecimento de Responsabilidade Social, Sustentabilidade e Reconhecimento de Práticas pela APEE – Associação Portuguesa de Ética Empresarial. Esta é a segunda distinção consecutiva que a produtora recebe da APEE.

Vencedora na categoria “Objectivos de Desenvolvimento Sustentável – Produção e Consumo Sustentáveis”, a Montiqueijo tem vindo a implementar medidas para reduzir o impacto da sua actividade no ambiente e utilizar de forma eficiente os seus recursos, assumindo uma responsabilidade sócio-ambiental cada vez maior.

Filosofia eco-friendly

Há um ano, a sua filosofia eco-friendly foi também reconhecida pela mesma instituição no eixo de “Objectivos de Desenvolvimento Sustentável – Energias Renováveis e Acessíveis” graças ao sistema solar fotovoltaico instalado junto à fábrica.

“As preocupações ambientais estão na base da nossa gestão e procuramos soluções que nos permitam diminuir ao máximo a pegada de carbono. Este pensamento faz parte do ADN da empresa e temos como objectivo continuar a investir nesta estratégia em harmonização com os princípios da economia circular”, explica Dina Duarte, directora geral da Montiqueijo. “Estas distinções dão-nos ainda mais motivação para continuarmos a ajudar o Planeta”, conclui.

Promovida pela APEE desde 2015, esta iniciativa visa reconhecer boas práticas e modelos de governação de organizações dos sectores privados e público que contribuem para o desenvolvimento sustentável.

Da Região Saloia para o Mundo

A Montiqueijo – Queijos de Montemuro é uma empresa da região saloia, fundada em 1963 pelo casal Carlos e Ludovina Duarte, que tem conquistado o seu lugar no ramo dos lacticínios. A família Duarte iniciou a sua actividade com uma pequena queijaria para vender queijo fresco em Lisboa e rapidamente conseguiu impor-se, sendo actualmente umas das principais marcas portuguesas produtoras de queijo fresco, requeijão e queijo curado.

Reconhecida pela qualidade dos seus queijos frescos e requeijões, a Montiqueijo orgulha-se de ser a única marca do sector com o circuito completo do processo produtivo, ou seja, tem produção própria de leite para o fabrico dos seus produtos.

Para além da fábrica em Lousa (Loures), a empresa é proprietária de uma herdade em Canha (Agroleite) de onde advém todo o leite para a produção de queijos.

Agricultura e Mar Actual

O post Montiqueijo reconhecida como empresa Eco-Friendly aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/montiqueijo-reconhecida-como-empresa-eco-friendly/feed/ 0