Agricultura – AGRICULTURA E MAR ACTUAL http://agriculturaemar.com Portal do mundo rural e da economia do mar Thu, 12 Dec 2019 15:26:05 +0000 pt-PT hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.2.5 Calçada de Carriche tem nova ponte suspensa de madeira da Carmo Wood http://agriculturaemar.com/calcada-de-carriche-tem-nova-ponte-suspensa-de-madeira-da-carmo-wood/ http://agriculturaemar.com/calcada-de-carriche-tem-nova-ponte-suspensa-de-madeira-da-carmo-wood/#respond Thu, 12 Dec 2019 14:05:53 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=46236 A portuguesa Carmo Wood foi a escolhida pela Câmara Municipal de Lisboa para criar uma nova ponte capaz de atravessar a famosa Calçada de Carriche, também conhecida como uma das mais importantes portas de entrada e saída da capital, para erguer uma ponte pedonal em madeira, onde se destacam dois grandes arcos e um tabuleiro suspenso …

O post Calçada de Carriche tem nova ponte suspensa de madeira da Carmo Wood aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A portuguesa Carmo Wood foi a escolhida pela Câmara Municipal de Lisboa para criar uma nova ponte capaz de atravessar a famosa Calçada de Carriche, também conhecida como uma das mais importantes portas de entrada e saída da capital, para erguer uma ponte pedonal em madeira, onde se destacam dois grandes arcos e um tabuleiro suspenso de mais de 50 metros de comprimento que atravessa as oito faixas de rodagem desta artéria.

Com concepção e execução da Carmo Estruturas – divisão da Carmo Wood responsável por obras emblemáticas como os Passadiços de Paiva, o RedBridge School ou a passerelle de 600 metros do novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa – esta obra, que representa cerca de 1 milhão de euros, vai contar ainda com arranjos paisagísticos e uma ciclovia.

Mais de 200m3 de madeira de pinho

Ao todo foram usados mais de 200m3 de madeira de pinho nesta obra que reforça, uma vez mais, a capacidade da Carmo Wood para entregar projectos de alta envergadura em madeira.

“Continuamos a trabalhar, diariamente, para entregar projectos em madeira nunca antes vistos e surpreender quem nos contrata e quem trabalha, vive ou passa pelas obras que vamos fazendo”, refere Jorge Milne e Carmo, presidente da Carmo Wood.

“A adjudicação de uma obra tão emblemática para a cidade de Lisboa, por parte da Câmara Municipal de Lisboa, é motivo de orgulho para todos nós na Carmo Wood. Vamos continuar a fazer mais e melhor”, acrescenta o responsável.

Em actividade desde 1980

O Grupo Carmo iniciou a sua actividade industrial em 1980, no entanto a ligação ao sector dos produtos químicos é anterior a 1955, ano em que é fundada a Anglo Portuguesa de Produtos Químicos, empresa pioneira no desenvolvimento do tratamento industrial de madeiras, quer em Portugal continental e ilhas, quer em países africanos de língua oficial portuguesa como fornecedores de produtos químicos e know-how.

A sua actividade industrial teve início com a produção de madeiras redondas, tratadas em autoclave, para agricultura, linhas de electricidade e telecomunicação, mas depressa se alargou a produtos como parques infantis, mobiliário em madeira rústico e urbano e ainda decks em madeira.

Mais recentemente, a engenharia com base nas estruturas de madeira lamelada colada e maciça permitiu ampliar a oferta da Carmo a casas para habitação, escritórios, grandes estruturas de cobertura, pontes e uma infindável oferta de soluções em madeira, conquistando diferentes prémios e distinções em todas estas áreas.

350 trabalhadores

A Carmo Wood conta actualmente com cerca de 350 trabalhadores, directos e indirectos, e uma facturação global que na ordem dos 80 milhões de euros.

Criada em 20015, a Carmo Estruturas opera no mercado global e está focada na construção em madeira. A sua actuação versa estruturas como pontes ou passadiços, estendendo-se a espaços residenciais ou comerciais, industriais, e até recintos desportivos.

Adicionalmente, a Carmo Estruturas em Madeira ocupa-se da reabilitação de edifícios com estruturas em madeira, e da transformação e produção de madeiras de construção, travessas de caminho-de-ferro, madeira termo modificada, e ainda de boxes, picadeiros e centros hípicos.

Agricultura e Mar Actual

O post Calçada de Carriche tem nova ponte suspensa de madeira da Carmo Wood aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/calcada-de-carriche-tem-nova-ponte-suspensa-de-madeira-da-carmo-wood/feed/ 0
João Ponte: Plano para 2020 vai impulsionar desenvolvimento da agricultura na Ilha do Pico http://agriculturaemar.com/joao-ponte-plano-para-2020-vai-impulsionar-desenvolvimento-da-agricultura-na-ilha-do-pico/ http://agriculturaemar.com/joao-ponte-plano-para-2020-vai-impulsionar-desenvolvimento-da-agricultura-na-ilha-do-pico/#respond Thu, 12 Dec 2019 13:00:09 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=46241 O secretário Regional da Agricultura e Florestas dos Açores afirmou, em São Roque do Pico, que o Plano para 2020 vai ajudar a impulsionar o desenvolvimento da agricultura naquela ilha, permitindo tirar partido das grandes potencialidades que o Pico tem para o crescimento da vitivinicultura, da produção de carne de bovino, da fruticultura, da horticultura …

O post João Ponte: Plano para 2020 vai impulsionar desenvolvimento da agricultura na Ilha do Pico aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
O secretário Regional da Agricultura e Florestas dos Açores afirmou, em São Roque do Pico, que o Plano para 2020 vai ajudar a impulsionar o desenvolvimento da agricultura naquela ilha, permitindo tirar partido das grandes potencialidades que o Pico tem para o crescimento da vitivinicultura, da produção de carne de bovino, da fruticultura, da horticultura e também da produção de leite.

“É um Plano que garante melhores condições de trabalho aos agricultores, com um reforço de verbas para a beneficiação dos caminhos agrícolas e para o abastecimento de água”, salientou João Ponte, acrescentando que “é um Plano que disponibiliza mais apoios ao investimento e à modernização das explorações agrícolas, com o lançamento de um novo aviso do PRORURAL+ e dos programas PROAGRI e I9AGRI”.

Prolongamento das ajudas agroambientais

“É um Plano que garante o prolongamento por mais um ano das ajudas agroambientais, com impacto directo no rendimento dos agricultores”, frisou o Secretário Regional, que falava quarta-feira perante mais de uma centena de agricultores na ilha do Pico.

O governante destacou ainda a importância da vitivinicultura para a Ilha do Pico e o crescimento e mudança estrutural registada na Região com um crescimento de produtores, da área de vinha reconvertida, de vinhos certificados e da produção, dando um grande contributo para o desenvolvimento económico da ilha.

Candidaturas ao VITIS

João Ponte recordou que decorrem até 31 de Janeiro as candidaturas ao novo aviso do programa VITIS, com uma dotação de quatro milhões de euros, considerando que esta é mais uma oportunidade para os viticultores do Pico darem continuidade ao processo de reconversão das vinhas, com impactos positivos na paisagem e na economia local.

O titular da pasta da Agricultura apelou à união de esforços no desenvolvimento sustentável da vitivinicultura, salientando esperar que o Fórum da Vinha e do Vinho, que se realiza em 2020 na ilha do Pico, “seja mais uma oportunidade para envolver todos os agentes do sector num projecto de grande relevância económica, para reforçar a notoriedade dos vinhos do Pico e para a defesa intransigente da genuinidade dos vinhos dos Açores”.

Sector da carne

No que se refere ao sector da carne, o secretário Regional destacou a importância dos produtores de carne do Pico apostarem mais no abate local, salientando os investimentos de modernização e certificação que foram feitos ao nível do matadouro da ilha, de forma a deixar mais valias económicas na ilha.

Por outro lado, João Ponte assegurou aos agricultores presentes o investimento de 800 mil euros na modernização das infra-estruturas agrícolas, apontando como exemplo a construção do reservatório do Landroal e do sistema de abastecimento da Lagoa do Paúl, bem como as intervenções nos caminhos agrícolas do Landroal e da Rosada, com o objectivo de melhorar as condições de trabalho dos agricultores, reduzir custos de produção e, sobretudo, melhorar a competitividade do sector agrícola.

Agricultura e Mar Actual

O post João Ponte: Plano para 2020 vai impulsionar desenvolvimento da agricultura na Ilha do Pico aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/joao-ponte-plano-para-2020-vai-impulsionar-desenvolvimento-da-agricultura-na-ilha-do-pico/feed/ 0
Apormor repudia cortes nos apoios às Medidas Agro-Ambientais e escreve à ministra http://agriculturaemar.com/apormor-repudia-cortes-nos-apoios-as-medidas-agro-ambientais-e-escreve-a-ministra/ http://agriculturaemar.com/apormor-repudia-cortes-nos-apoios-as-medidas-agro-ambientais-e-escreve-a-ministra/#respond Thu, 12 Dec 2019 11:30:37 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=46244 A Apormor — Associação de Produtores de Bovinos, Ovinos e Caprinos da Região de Montemor-o-Novo, associando-se à “indignação geral” motivada pelo comunicado do dia 9 de Dezembro da ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, onde é deixado à escolha dos agricultores a decisão de optarem por uma única medida Agro-Ambiental na candidatura do Pedido …

O post Apormor repudia cortes nos apoios às Medidas Agro-Ambientais e escreve à ministra aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A Apormor — Associação de Produtores de Bovinos, Ovinos e Caprinos da Região de Montemor-o-Novo, associando-se à “indignação geral” motivada pelo comunicado do dia 9 de Dezembro da ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, onde é deixado à escolha dos agricultores a decisão de optarem por uma única medida Agro-Ambiental na candidatura do Pedido Único de 2020, manifesta “o seu mais veemente repúdio por tal anúncio”.

Em comunicado, aqueles produtores pecuários consideram que esta decisão “rompe com os compromissos assumidos no actual Quadro Comunitário de Apoio (QCA), que deveriam continuar até à definição do próximo QCA, e é uma opção puramente economicista e até incongruente com o programa do Governo, que se compromete em ‘promover uma agricultura resiliente’ e a ‘adoptar medidas de gestão e conservação do solo, a apostar em pastagens permanentes semeadas e melhoradas’, a apoiar e dinamizar a silvopastorícia extensiva”.

Cortes

No entanto, diz o mesmo comunicado da Apormor, vem agora “dar um passo atrás, cortando precisamente nos apoios de Medidas Agro-Ambientais que promovem estas boas práticas agrícolas”.

Os agricultores “não têm culpa que, por responsabilidade exclusiva dos decisores políticos, as negociações da nova Política Agrícola Comum estejam paradas. Ninguém consegue planear o futuro enquanto não forem definidas as novas linhas de orientação sobre as componentes ambiental e produtiva”, queixam-se aqueles produtores.

Para a direcção da Apormor, a manter-se “esta (des) orientação, ficam o Governo e a ministra da Agricultura responsáveis pela inviabilidade económica e financeira de inúmeras explorações agrícolas e pelo agravamento do despovoamento do mundo rural”.

Carta à ministra

A Apormor vai enviar uma carta à ministra da Agricultura expondo esta preocupação e associar-se-á a todos os movimentos nacionais ou europeus que assumam a defesa da importância económica e ambiental do Mundo Rural e de todos os que nele vivem e trabalham. “Esperamos que o Governo reconheça o erro desta decisão e que o corrija a tempo, em nome da sustentabilidade da agricultura e do território rural”, salienta o mesmo comunicado.

A Associação de Produtores de Bovinos, Ovinos e Caprinos da Região de Montemor-o-Novo, fundada em 11 de Julho de 1990, conta com cerca de 200 associados, que detêm perto de 60.000 hectares de área de pastoreio. Representa os interesses colectivos dos produtores de pecuária extensiva, actua na preservação do ecossistema agro-silvo-pastoril do montado e promove os valores do mundo rural.

É uma importante entidade dinamizadora da economia do concelho de Montemor-o-Novo. Promove nas suas instalações, no Parque de Exposições, o único Leilão de Ovinos/Caprinos realizado em Portugal (na 3ª quinta-feira de cada mês) e um Leilão de Bovinos (semanal, realizado à terça-feira), onde são transaccionados por ano cerca 25.000 bovinos e 18.500 ovinos/caprinos.

Agricultura e Mar Actual

O post Apormor repudia cortes nos apoios às Medidas Agro-Ambientais e escreve à ministra aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/apormor-repudia-cortes-nos-apoios-as-medidas-agro-ambientais-e-escreve-a-ministra/feed/ 0
Agricultores de Portalegre consideram restrição de apoios agroambientais “absurda” http://agriculturaemar.com/agricultores-de-portalegre-consideram-restricao-de-apoios-agroambientais-absurda/ http://agriculturaemar.com/agricultores-de-portalegre-consideram-restricao-de-apoios-agroambientais-absurda/#respond Thu, 12 Dec 2019 07:48:05 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=46246 A AADP — Associação dos Agricultores do Distrito de Portalegre considera um “absurdo” a decisão do Governo de restringir os apoios às medidas agroambientais a uma medida por beneficiário até ao próximo quadro de fundos comunitários. A presidente da Associação, Fermelinda Carvalho, garante que  vai enviar uma carta à ministra da Agricultura, Maria do Céu …

O post Agricultores de Portalegre consideram restrição de apoios agroambientais “absurda” aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A AADP — Associação dos Agricultores do Distrito de Portalegre considera um “absurdo” a decisão do Governo de restringir os apoios às medidas agroambientais a uma medida por beneficiário até ao próximo quadro de fundos comunitários.

A presidente da Associação, Fermelinda Carvalho, garante que  vai enviar uma carta à ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, para demonstrar o seu descontentamento “em relação à falta de diálogo” com as associações do sector. “Na carta vamos dizer que lamentamos que tenhamos sido confrontados com isto sem qualquer aviso prévio e que não aceitaremos esta medida e esta redução aos agricultores, quando os agricultores de Portugal, comparados com outros da Europa, são os que menos recebem”.

“Isto é um absurdo, isto nunca aconteceu, não houve uma reunião com as confederações ou com as associações a explicar isto previamente. Sai isto assim à má fila”, disse Fermelinda Carvalho à Lusa, acrescentando que há agricultores que são actualmente “abrangidos por quatro ou cinco medidas agroambientais” e esta “decisão disparatada” do Ministério da Agricultura pode levar agricultores, dependendo dos casos, “a perder 30% das ajudas que recebem”.

Pedido Único

Na segunda-feira, em comunicado, o Ministério da Agricultura anunciava estar “garantida, a todos os agricultores, actualmente com compromissos de natureza agroambiental, a possibilidade de, no Pedido Único de 2020, solicitarem a ajuda correspondente à sua prorrogação para uma medida/operação por beneficiário”(ver aqui).

Os agricultores, que sejam actualmente beneficiários de mais do que uma medida/operação, poderão escolher a medida/operação em que pretendem assumir a prorrogação do seu compromisso agroambiental, acrescenta o mesmo comunicado.

Mas, a presidente da Associação dos Agricultores do Distrito de Portalegre afirmou-se “surpreendida”, considerando que a decisão “tem de ser reversível”. “Isto não pode ser, isto não existe e nós vamos usar todos os meios para combater isto, lutaremos até às últimas consequências”, garantiu Fermelinda Carvalho.

Agricultura e Mar Actual

O post Agricultores de Portalegre consideram restrição de apoios agroambientais “absurda” aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/agricultores-de-portalegre-consideram-restricao-de-apoios-agroambientais-absurda/feed/ 0
Oleiros: Atelier do Azeite encerra iniciativa Dez Freguesias, Dez Experiências http://agriculturaemar.com/oleiros-atelier-do-azeite-encerra-iniciativa-dez-freguesias-dez-experiencias/ http://agriculturaemar.com/oleiros-atelier-do-azeite-encerra-iniciativa-dez-freguesias-dez-experiencias/#respond Wed, 11 Dec 2019 18:00:52 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=46217 O décimo atelier temático de cultura e gastronomia da iniciativa Dez Freguesias Dez experiências realizou-se no passado sábado, dia 7 de Dezembro, na freguesia de Sobral. Dedicado ao “ouro da terra”, o azeite, encerrou o périplo pelas freguesias que o Município de Oleiros iniciou há dois anos, promovendo e divulgando o seu património. No final, …

O post Oleiros: Atelier do Azeite encerra iniciativa Dez Freguesias, Dez Experiências aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
O décimo atelier temático de cultura e gastronomia da iniciativa Dez Freguesias Dez experiências realizou-se no passado sábado, dia 7 de Dezembro, na freguesia de Sobral. Dedicado ao “ouro da terra”, o azeite, encerrou o périplo pelas freguesias que o Município de Oleiros iniciou há dois anos, promovendo e divulgando o seu património. No final, mais de uma centena de participantes puderam ficar a conhecer um pouco aquela freguesia.

A jornada iniciou-se com um passeio interpretativo onde não faltaram experiências, degustações, a visita a um antigo lagar tradicional de varas com tracção animal e a uma exploração agro-silvo-pastoril, concretamente, a uma plantação exemplar numa extensa área de olival da variedade galega.

O potencial da cultura

Naquele local, o sócio-gerente da Casa Fernandes, João Marques, explicou alguns aspectos técnicos e produtivos associados à cultura, realçando o potencial da variedade, explicando a melhor forma de a conduzir e todas as vantagens competitivas daquele produto local.

Tendo como guia local Gonçalo Barata, da União Regionalista da Freguesia de Sobral (URFS), o itinerário contemplou aspectos histórico-culturais do Sobral, como a existência da antiga Matriz da qual apenas resta a torre sineira, o quadro exterior de S. João Baptista, a actual Matriz, a escola antiga de Sobral de Cima, a Lenda de S. João (abordada no “cabecinho de S. João”), ou a importância da Casa Fernandes para o fomento industrial (ligado ao sector da resina) e agro-florestal do território, valorizando-o do ponto de vista socioeconómico, entre outros tópicos que foi abordando.

O xisto na cultura da oliveira

Em terras de azeite e de abundância de água, sendo a freguesia limitada a norte pelos Meandros do Zêzere, Joana de Castro Rodrigues, do Geopark Naturtejo realçou ainda a importância do xisto para a cultura da oliveira, não só no que se refere ao solo (permitindo uma melhor acumulação de água e temperatura) mas também na constituição das banquetas em xisto – património emblemático daquela região.

A geóloga fez a sua explicação junto de um antigo lagar de varas movido com a força da água da ribeira, nas imediações do qual existem várias cascatas de singular beleza. Dali o grupo partiu para um olival, já nas imediações do Sobral, onde teve lugar uma recriação de uma tradicional apanha da azeitona do séc. XIX, a cargo da Companhia de teatro Viv´Arte e onde não faltaram as danças de roda, nas quais os participantes podiam entrar.

Visita ao lagar da Casa Fernandes

Chegado ao Sobral, o grupo pode visitar o lagar da Casa Fernandes, em plena laboração, assistindo – desde a recepção e transporte da azeitona por métodos inovadores ao processo de obtenção do azeite pelo método tradicional – através de prensas de capachos e na presença de um mestre lagareiro.

Neste local o grupo pode ainda participar numa prova de azeite, distinguindo entre o azeite novo e o da campanha anterior. Este momento serviu de aperitivo para o almoço, num dia solarengo, o qual teve lugar no Largo de Festas de Sobral.

Ali foi servida uma tradicional Tiborna. Como sobremesa, para além da tigelada, os participantes foram ainda brindados com o “Sobralinho”, um pastel criado pela URFS em jeito de comemoração pelo seu 60.º aniversário e o qual tem como ingredientes o medronho ou a gila.

Organização da autarquia

A organização deste atelier de cultura e gastronomia esteve a cargo do Município de Oleiros e da Junta de Freguesia de Sobral, tendo contado com o apoio do Geopark Naturtejo, da União Regional da Freguesia de Sobral e dos Bombeiros Voluntários de Oleiros.

Este décimo atelier encerrou assim com o ouro do azeite o ciclo de experiências promovidas pelo Município nas freguesias do concelho e no qual ao longo dos dois últimos anos foram revelados e realçados activos naturais-paisagísticos e histórico-culturais do território, valorizando os seus recursos endógenos.

Esta acção municipal intitulada “Dez Freguesias, Dez Experiências” integra o projecto inter-municipal “Beira Baixa Cultural”, promovido por aquela Comunidade Inter-municipal e Municípios que a constituem, sendo co-financiado pelo Fundo de Desenvolvimento Europeu/Portugal 2020.

Agricultura e Mar Actual

O post Oleiros: Atelier do Azeite encerra iniciativa Dez Freguesias, Dez Experiências aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/oleiros-atelier-do-azeite-encerra-iniciativa-dez-freguesias-dez-experiencias/feed/ 0
Matadouro do Faial está certificado pela norma da segurança alimentar http://agriculturaemar.com/matadouro-do-faial-esta-certificado-pela-norma-da-seguranca-alimentar/ http://agriculturaemar.com/matadouro-do-faial-esta-certificado-pela-norma-da-seguranca-alimentar/#respond Wed, 11 Dec 2019 17:30:57 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=46222 O secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje, 11 de Dezembro, que a certificação do Matadouro do Faial pela norma da qualidade e da segurança alimentar é mais um contributo para a valorização da carne dos Açores e para o desenvolvimento do sector. “Esta certificação vem trazer mais responsabilidade ao Matadouro do Faial, confiança …

O post Matadouro do Faial está certificado pela norma da segurança alimentar aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
O secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje, 11 de Dezembro, que a certificação do Matadouro do Faial pela norma da qualidade e da segurança alimentar é mais um contributo para a valorização da carne dos Açores e para o desenvolvimento do sector.

“Esta certificação vem trazer mais responsabilidade ao Matadouro do Faial, confiança junto dos operadores económicos, mais notoriedade e segurança alimentar”, referiu João Ponte, acrescentando que isto se traduz numa vantagem económica para todos os agentes da fileira da carne.

ISO 22000

O governante, que falava na cerimónia de certificação do matadouro da Ilha do Faial pela norma ISO 22000, destacou que, quer o avultado investimento que o Governo dos Açores fez na actual legislatura na modernização da rede regional de abate, onde se inclui a construção do novo Matadouro do Faial, quer a aposta na certificação, permitem “colocar-nos num patamar diferente aos olhos dos mercados e dos operadores” e dar resposta a “clientes cada vez mais exigentes, que valorizam este tipo de certificação”.

Em declarações aos jornalistas, João Ponte frisou que o sector da carne nos Açores está hoje muito melhor, registando crescimentos de produção muito significativos.

Número de abate duplica

“No caso particular do Faial, verificamos que, no espaço de quatro anos, duplicou o número de abate de animais e, nos últimos dois anos, fruto do investimento realizado no matadouro houve um crescimento muito acentuado nos abates, sobretudo para exportação”, salientou o secretário Regional, acrescentando que há também menos animais a serem exportados em vida, o que se traduz em mais rendimentos para os produtores.

O titular da pasta da Agricultura referiu que ainda há desafios a vencer para fortalecer ainda mais a fileira da carne, que passam por desmanchar mais carne nos Açores, melhorar a conformidade das carcaças, ter capacidade para fornecer carne com regularidade aos mercados e melhorar em termos de organização.

Agricultura e Mar Actual

O post Matadouro do Faial está certificado pela norma da segurança alimentar aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/matadouro-do-faial-esta-certificado-pela-norma-da-seguranca-alimentar/feed/ 0
Cotações – Suínos – Informação Semanal – 2 a 8 Dezembro 2019 http://agriculturaemar.com/cotacoes-suinos-informacao-semanal-2-a-8-dezembro-2019/ http://agriculturaemar.com/cotacoes-suinos-informacao-semanal-2-a-8-dezembro-2019/#respond Wed, 11 Dec 2019 15:00:03 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=46214 Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas Verificou-se uma nova subida generalizada das cotações médias nacionais dos porcos classe E e classe S (+6 cêntimos / Kg, em ambos os casos), dos leitões de <12 Kg (+48 cêntimos / Kg) e dos leitões de 19-25 Kg (+2 cêntimos / Kg) em relação à …

O post Cotações – Suínos – Informação Semanal – 2 a 8 Dezembro 2019 aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Verificou-se uma nova subida generalizada das cotações médias nacionais dos porcos classe E e classe S (+6 cêntimos / Kg, em ambos os casos), dos leitões de <12 Kg (+48 cêntimos / Kg) e dos leitões de 19-25 Kg (+2 cêntimos / Kg) em relação à semana anterior.

Entre Douro e Minho

No Entre Douro e Minho a oferta e a procura de suínos para abate foram médias. A concorrência do produto importado continuou forte, principalmente com origem em Espanha. Novo acréscimo generalizado das cotações dos porcos classe E e classe S (+5 cêntimos / Kg na cot. +freq.).

Beira Litoral

Na Beira Litoral a oferta de suínos para abate foi média e a procura relativamente animada, tendo este última aumentado em relação à semana passada. A oferta de leitão foi fraca e a procura animada, tendo também melhorado com a aproximação das quadras festivas. Subida de cotações dos porcos classe E (+7 cêntimos / Kg) e classe S (+5 cêntimos / Kg) e dos leitões de <12 Kg (+67 cêntimos / Kg).

Beira Interior

Na Beira Interior a oferta e a procura de suínos para abate foram médias. Esta semana as cotações dos porcos classe E e classe S apresentaram um novo aumento (+6 cêntimos / Kg).

Ribatejo e Oeste

No Ribatejo e Oeste a oferta de suínos para abate foi média e a procura relativamente animada. A oferta de leitão foi fraca e a procura animada. Acréscimo de cotações dos porcos classe E e classe S (+7 cêntimos / Kg) e dos leitões de <12 Kg (+59 cêntimos / Kg).

Alentejo

No Alentejo a oferta de suínos para abate foi média a procura relativamente animada. Nova subida de cotações dos porcos classe E e classe S (+5 cêntimos / Kg), dos leitões de <12 Kg (+42 cêntimos / Kg) e de 19-25 Kg (+2 cêntimos / Kg).

No Algarve deu-se novamente um aumento das cotações dos leitões de <12 Kg, +25 cêntimos / Kg.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

O post Cotações – Suínos – Informação Semanal – 2 a 8 Dezembro 2019 aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/cotacoes-suinos-informacao-semanal-2-a-8-dezembro-2019/feed/ 0
Fenareg participa em conferência europeia para acelerar inovação na gestão da água http://agriculturaemar.com/fenareg-participa-em-conferencia-europeia-para-acelerar-inovacao-na-gestao-da-agua/ http://agriculturaemar.com/fenareg-participa-em-conferencia-europeia-para-acelerar-inovacao-na-gestao-da-agua/#respond Wed, 11 Dec 2019 14:33:32 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=46210 A Fenareg – Federação Nacional de Regantes de Portugal participa na 5.ª Conferência Europeia sobre Inovação na Água (EU Water Innovation Conference 2019), que começou hoje, 11 de Dezembro, em Saragoça, Espanha, e decorre até sexta-feira, dia 13. Esta conferência, organizada pela Comissão Europeia, visa alertar sobre a necessidade e a urgência de melhorar a …

O post Fenareg participa em conferência europeia para acelerar inovação na gestão da água aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A Fenareg – Federação Nacional de Regantes de Portugal participa na 5.ª Conferência Europeia sobre Inovação na Água (EU Water Innovation Conference 2019), que começou hoje, 11 de Dezembro, em Saragoça, Espanha, e decorre até sexta-feira, dia 13.

Esta conferência, organizada pela Comissão Europeia, visa alertar sobre a necessidade e a urgência de melhorar a gestão da água na União Europeia, face aos impactos das alterações climáticas, e contribuir para acelerar a inovação no sector da água, promovendo o intercâmbio das melhores práticas e abordagens inovadoras, a nível técnico, de governança e de políticas públicas.

Agricultura 4.0 na gestão sustentável da água

A Irrigants d’Europe, associação europeia presidida pela Fenareg, organizou hoje uma sessão paralela no âmbito da conferência para debater o papel da Agricultura 4.0 na gestão sustentável da água. Os principais temas tratados foram a rega de precisão, a utilização de águas residuais tratadas na agricultura e o uso de drones e inteligência artificial na monitorização da distribuição da água à agricultura.

“O regadio e a gestão da água são vitais para a sustentabilidade da agricultura na Europa, sobretudo nos países do Sul, onde sem regadio não há agricultura”, afirmou José Núncio, presidente da Irrigants d’Europe (IE), na sessão de abertura do encontro.

Os regantes defendem a implementação de políticas de gestão da água específicas para o Sul da Europa, tendo como prioridade o aumento da capacidade de armazenamento de água e o seu uso eficiente na agricultura. “Uma política agrícola orientada para o regadio ajudará a prevenir a desertificação do mundo rural, a mitigar as alterações climáticas e a aumentar a coesão do território, contribuindo para uma sociedade mais justa e plural”, concluiu o presidente da IE.

Projecto OMEGA

Ramiro Neves, investigador do Instituto Superior Técnico, apresentou o projecto OMEGA – Optimização de Gestão de Albufeiras. Este Grupo Operacional, onde a Fenareg participa, está a desenvolver uma plataforma online com informação dada por diferentes tipos de modelos de modo a prever com maior rigor a quantidade e a qualidade da água disponível nas bacias hidrográficas.

O caso de estudo é a bacia do Rio Sorraia. Esta plataforma permitirá estimar disponibilidades e necessidades de água para rega e outros usos, optimizando a gestão de água nos perímetros de rega.

Os 20 parceiros do projecto europeu de investigação Suwano Europe, entre os quais a Fenareg, reuniram-se no âmbito da conferência para apresentar soluções de reutilização de águas residuais tratadas na agricultura. Recorde-se que a Comissão Europeia propôs no final de Novembro um regulamento com os requisitos mínimos que as águas residuais urbanas tratadas devem cumprir para poder ser reutilizadas na agricultura, garantindo a segurança das pessoas e do ambiente.

Agricultura e Mar Actual

O post Fenareg participa em conferência europeia para acelerar inovação na gestão da água aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/fenareg-participa-em-conferencia-europeia-para-acelerar-inovacao-na-gestao-da-agua/feed/ 0
FPAS cria Guia para o Desenvolvimento Sustentável da Suinicultura em parceria com Academia http://agriculturaemar.com/fpas-cria-guia-para-o-desenvolvimento-sustentavel-da-suinicultura-em-parceria-com-academia/ http://agriculturaemar.com/fpas-cria-guia-para-o-desenvolvimento-sustentavel-da-suinicultura-em-parceria-com-academia/#respond Wed, 11 Dec 2019 12:29:49 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=46197 A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), a Universidade de Évora e a Universidade de Lisboa são parceiros da Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores (FPAS) na criação do “Guia para o Desenvolvimento Sustentável da Suinicultura: efluentes, emissões e energia”. A primeira fase do “Guia para o Desenvolvimento Sustentável da Suinicultura: efluentes, emissões e …

O post FPAS cria Guia para o Desenvolvimento Sustentável da Suinicultura em parceria com Academia aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), a Universidade de Évora e a Universidade de Lisboa são parceiros da Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores (FPAS) na criação do “Guia para o Desenvolvimento Sustentável da Suinicultura: efluentes, emissões e energia”.

A primeira fase do “Guia para o Desenvolvimento Sustentável da Suinicultura: efluentes, emissões e energia” é a elaboração de um diagnóstico da situação actual, seguindo-se um plano de acção de médio e longo prazo para o sector nas referidas áreas.

Criação de uma Exploração-Escola

A Federação afirma, nas palavras do seu vice-presidente, David Neves, que “o sector da suinicultura, percebendo os desafios que se lhe apresentam, pretende trazer o saber da academia para o terreno. A parceria estabelecida com a academia para a elaboração deste guia é uma iniciativa que nos garante que as acções que possamos vir a implementar na área ambiental têm sustentabilidade científica. A esta intenção não é alheio o facto de estarmos a dar passos, também, para a criação de uma Exploração-Escola, em parceria com a Escola Superior Agrária de Santarém: o “Centro Tecnológico da Suinicultura”. Pretendemos tirar partido de todas as sinergias possíveis nesta matéria”.

O “Guia para o Desenvolvimento Sustentável da Suinicultura: efluentes, emissões e energia” será desenvolvido por uma equipa multi-disciplinar de especialistas nas áreas de Geologia, Sustentabilidade e Efluentes e Química e Ambiente. O alinhamento das acções a implementar para a concretização do documento deverá ser apresentado em Maio de 2020, por ocasião da Feira do Porco que se realiza nos dias 14, 15 e 16 de maio no Montijo.

Documento de orientação estratégica

A parceria estabelecida e a criação do documento de orientação estratégica foi um dos temas centrais da reunião ocorrida na passada segunda-feira entre o secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Nuno Russo e a FPAS. Segundo Vítor Menino, presidente da organização, “a FPAS assume a preocupação com o ambiente e a transição energética da fileira como um desígnio estratégico de uma actividade que se pretende revitalizar e inovar”.

Da esquerda para a direita: Gonçalo Pimpão, director da FPAS para a área de sanidade animal; David Neves, vice-presidente da FPAS, Nuno Russo, secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural; Vítor Menino, presidente da FPAS; Susana Pombo, assessora do secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural; Nuno Correia, director da FPAS para a área das exportações; João Bastos, secretário-geral da FPAS.

Na reunião ocorrida a FPAS abordou, ainda, entre outros assuntos, temas relacionados com a sanidade e bem-estar animal, a intensificação das acções de exportação de carne de porco e a comunicação e promoção do sector.

Agricultura e Mar Actual

O post FPAS cria Guia para o Desenvolvimento Sustentável da Suinicultura em parceria com Academia aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/fpas-cria-guia-para-o-desenvolvimento-sustentavel-da-suinicultura-em-parceria-com-academia/feed/ 0
DS Smith lança nova linha de embalagens Ecovete para o sector hortofrutícola http://agriculturaemar.com/ds-smith-lanca-nova-linha-de-embalagens-ecovete-para-o-sector-hortofruticola/ http://agriculturaemar.com/ds-smith-lanca-nova-linha-de-embalagens-ecovete-para-o-sector-hortofruticola/#respond Wed, 11 Dec 2019 12:05:27 +0000 http://agriculturaemar.com/?p=46207 A DS Smith, empresa líder global em packaging sustentável, apresentou a sua nova linha de embalagens Ecovete, em cartão canelado, destinadas ao sector hortofrutícola. A Ecovete é uma nova e diferenciadora linha de embalagens eco-friendly, 100% reciclável, que se caracteriza por permitir um correcto acondicionamento e protecção do produto, graças à sua estrutura totalmente ajustada …

O post DS Smith lança nova linha de embalagens Ecovete para o sector hortofrutícola aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
A DS Smith, empresa líder global em packaging sustentável, apresentou a sua nova linha de embalagens Ecovete, em cartão canelado, destinadas ao sector hortofrutícola.

A Ecovete é uma nova e diferenciadora linha de embalagens eco-friendly, 100% reciclável, que se caracteriza por permitir um correcto acondicionamento e protecção do produto, graças à sua estrutura totalmente ajustada à realidade deste sector, garante um comunicado da empresa.

Compatível com géneros alimentícios e com a particularidade de ser anti-humidade e anti-derrapante, esta nova linha de embalagens, de montagem mecanizada ou manual, oferece ainda múltiplas possibilidades de fecho e selagem e é de abertura fácil.

Sustentabilidade e a inovação

“A sustentabilidade e a inovação estão assim patentes nestas embalagens em cartão canelado, que se distinguem ainda por possibilitarem uma comunicação eficaz das marcas e do produto ao poderem ser impressas”, acrescenta o mesmo comunicado.

A DS Smith continua neste sentido a desenvolver e produzir “packaging do mais alto nível, suportada pelas suas equipas de especialistas em desenvolvimento estrutural e em impressão de alta qualidade sobre papéis estucados, com recurso a várias técnicas de impressão e a maquinaria de última geração das marcas mais prestigiadas do mercado”.

Com o seu foco no cliente e dando resposta à necessidade global de substituição do plástico por soluções mais sustentáveis, esta nova linha de embalagens da DS Smith apresenta-se num variado conjunto de tamanhos e formatos que engloba desde as 250g até 1kg, em três gamas distintas – Premium, Retail y Bio.

Aposta no cartão canelado

Numa altura em que um crescente número de consumidores está a alterar os seus hábitos de compra de produtos frescos em função da respectiva embalagem, influenciados pelo seu impacto no meio ambiente, a DS Smith contínua a apostar no cartão canelado, gerador de valor ao longo de todas as cadeias de fornecimento, proporcionando embalagens mais sustentáveis e mais valorizadas.

A DS Smith é um fornecedor líder de cartão ondulado, que desenvolve também operações de reciclagem e fabrico de papel. Com sede em Londres e membro do FTSE 100, a DS Smith foca-se na criação de soluções de embalagem sustentáveis e inovadoras em 37 países, nos quais emprega cerca de 31.000 pessoas.

Agricultura e Mar Actual

O post DS Smith lança nova linha de embalagens Ecovete para o sector hortofrutícola aparece primeiro no AGRICULTURA E MAR ACTUAL.

]]>
http://agriculturaemar.com/ds-smith-lanca-nova-linha-de-embalagens-ecovete-para-o-sector-hortofruticola/feed/ 0