Início / Agricultura / Castanhas não chegam para a procura e preço sobe 18,3% para 2,05 euros

Castanhas não chegam para a procura e preço sobe 18,3% para 2,05 euros

O volume de transacções de castanha, na região Norte, na área de mercado de Bragança, foi superior em cerca do dobro, face à semana passada, pelo facto de a campanha de produção/comercialização estar na situação de pleno e a procura ter aumentado. O preço médio nacional, nos mercados de produção, subiu 18,3% para os 2,05 euros por kg.

As cotações subiram devido ao aumento acentuado da procura, registando-se um escoamento sem dificuldades porque “a oferta nesta semana não satisfez a procura”. No entanto, as castanhas apresentam-se com pouco poder de conservação”, refere a análise do SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas, sobre fruticultura, relativa à semana de 6 a 12 de Novembro.

Na área de mercado de Chaves, a oferta de castanha “Judia”, continuou inferior à procura alta. Registou-se um menor volume de transacções, com uma subida ligeira da cotação mais frequente. Fraca qualidade comercial.

Região Centro

Na Região Centro, na área de mercado da Guarda, a oferta foi média e a procura aumentou (média/alta). A aproximação do dia de S. Martinho e a melhor qualidade do produto provocaram a subida das cotações, acrescenta a análise do SIMA.

Já na área de mercado de Viseu, a procura aumentou também devido ao dia de S. Martinho e as cotações subiram. Oferta alta e escoamento sem dificuldades.

No Alentejo, na área de mercado de Portalegre, a procura foi média mas inferior a anos anteriores, porque o calibre é pequeno. Cotações estáveis. Oferta ligeiramente baixa.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

CEPAAL mostra Azeite do Alentejo a bloggers e jornalistas estrangeiros

O Azeite do Alentejo vai estar em destaque esta semana durante uma visita de bloggers …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *