Início / Agricultura / CAP: Condecoração da Ordem do Mérito Empresarial “é de todos nós”

CAP: Condecoração da Ordem do Mérito Empresarial “é de todos nós”

“A Condecoração da Ordem do Mérito Empresarial – Classe do Mérito Agrícola, entregue pelo Presidente da República [Marcelo Rebelo de Sousa] à CAP no seu 44.º aniversário é, na verdade, destinada a todos os dirigentes da Confederação e das suas organizações filiadas, assim como a todas as estruturas técnicas que as integram, por todo o apoio e dedicação no serviço aos agricultores e à agricultura portuguesa, sem os quais, seguramente, o sector agrícola nacional não seria aquilo que é hoje”. Quem o diz é o secretário-geral da CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal, Luís Mira.

Relembre-se que o Presidente da República, condecorou esta terça-feira, 26 de Novembro, a CAP como Membro Honorário da Ordem de Mérito Empresarial, na vertente Agrícola. “Foi com grande surpresa e alegria que a CAP recebeu tão elevado reconhecimento”, disse o mesmo responsável realçando que “é uma Condecoração que é de todos nós”.

“Para comemorar o seu 44.º aniversário a CAP organizou o 8.º Conselho de Presidentes que reuniu em Tomar mais de 300 dirigentes associativos e técnicos das Organizações filiadas na Confederação dos agricultores de Portugal. Com início na tarde de 25 de Novembro, dia do aniversário da CAP, o Conselho de Presidentes percorreu um vasto programa, com destaque nessa tarde para a apresentação das actividades que a CAP abraçou na última década, ou seja, dar a conhecer com detalhe a vida da CAP nos últimos dez anos, numa apresentação que eu próprio conduzi”, disse Luís Mira.

As múltiplas funções da CAP

Todos os presentes puderam assistir à descrição das múltiplas funções da CAP nos últimos dez anos, num vasto número de iniciativas e de representações institucionais em Portugal e na União Europeia, através de diversos meios e acções de comunicação e de informação, e da criação de diversos serviços de apoio aos agricultores e às organizações filiadas, que vão desde a formação profissional, ao apoio nas candidaturas da PAC, para além de outras iniciativas de carácter social ou de contacto com estudantes desde o ensino básico ao universitário.

“Ainda que correndo o risco de me enganar, acredito verdadeiramente que ninguém presente naquela sala tinha a noção exacta do tipo de trabalho que a CAP realiza, de toda a abrangência, diversidade e complexidade das suas intervenções, da qualidade técnica e política das suas posições, tanto a nível nacional como internacional”, realçou o secretário-geral da CAP.

E acrescentou que quando se refiro à Confederação, “não estou a falar exclusivamente dos seus corpos sociais ou na sua estrutura técnica e administrativa, mas também das suas 250 associadas e nas centenas de dirigentes e técnicos que representam, colaboram e trabalham em nome da CAP junto dos agricultores portugueses desde o continente às ilhas. A CAP é toda esta grande, profissional e dedicada estrutura”.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Governo dos Açores promove formação a colaboradores do projecto Life Vidalia

A Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo dos Açores, através da Direcção Regional do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.