Início / Agenda / Câmara Luso-Japonesa leva empresas portuguesas a importadores de Tóquio e Osaka

Câmara Luso-Japonesa leva empresas portuguesas a importadores de Tóquio e Osaka

A CCILJ – Câmara de Comércio e Indústria Luso-Japonesa organiza uma missão empresarial às cidades de Toquio e Osaka, de 6 a 10 de Novembro. Esta tem um carácter multi-sectorial e é dirigida às empresas portuguesas que desejam conhecer o mercado nipónico e estabelecer contactos com possíveis parceiros comerciais. O objectivo é dar a conhecer a importadores japoneses as empresas portuguesas que pretendam exportar para aquele país.

A missão empresarial, embora aberta a todas as empresas, faz parte do projecto conjunto de internacionalização da CCILJ, o Portugal@Nihon. A inscrição neste projecto assegura a possibilidade de um reembolso de 50% do valor gasto com a participação na missão. Trata-se de um projecto conjunto de internacionalização, inserido numa candidatura ao sistema de incentivos do Portugal 2020.

Esta missão é programada de acordo com os objectivos específicos do grupo de empresários e contam com uma consultora especializada na organização de missões empresariais e na abordagem ao mercado.

Sectores alvo

A organização aponta como quatro sectores de referência para as empresas portuguesas, os do agro-alimentar, têxteis, calçado e tecnologias.

No agro-alimentar, a Câmara destaca que “o apreço pela culinária ocidental tem aumentado, e em especial nestes últimos anos o gosto pela culinária mediterrânea. Exemplo disso é o crescimento das importações de produtos como o vinho, o azeite, a carne de porco, enchidos, e outros, vindos de Espanha e Itália. Assim este é um dos sectores que deverá ser uma grande aposta para Portugal”.

Já nos têxteis, a CCILJ refere que o mercado japonês “valoriza amplamente a relação qualidade/ preço/design que os têxteis portugueses oferecem. Os têxteis portugueses são conhecidos a nível internacional pela sua excelência, pelo que o consumidor japonês opta pela aquisição deste tipo de produto”.

Quanto ao calçado português, diz a organização da missão que “é um produto que se encontra implantado no mercado nipónico. No entanto, o mercado japonês, comparativamente ao português, é bastante grande e existe espaço para crescimento da nossa quota de mercado”.

Nas tecnologias, “sendo um sector de excelência em que o Japão é líder, existe abertura para conhecer e adquirir outras tecnologias, campo também em que Portugal inova bastante”, acrescenta a mesma fonte.

Inscrições aqui.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Tremoço contra o cancro do cólon? É possível. Investigadores do ISA ganham BfK Awards

A deflamina, uma proteína extraída do tremoço com forte actividade anti-inflamatória e anti-cancerígena, valeu à …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.