Início / Agricultura / CALL candidata-se a fundos europeus para promover produtos lácteos dos Açores

CALL candidata-se a fundos europeus para promover produtos lácteos dos Açores

O secretário Regional da Agricultura e Florestas manifestou hoje, 16 de Fevereiro, satisfação pelo facto de o Centro Açoriano do Leite e Lacticínios (CALL) avançar este ano com uma nova candidatura a fundos europeus para a promoção dos produtos lácteos regionais.

“O CALL está a trabalhar para perceber onde é que pode melhorar a candidatura para submete-la novamente no novo período de candidaturas, que está a decorrer neste momento e termina em Abril”, afirmou João Ponte, que falava, em Ponta Delgada, à margem de uma reunião com a direcção do Centro Açoriano do Leite e Lacticínios.

Aproveitar os fundos comunitários

O titular da pasta da Agricultura considerou fundamental que a Região aproveite os fundos comunitários disponíveis para este tipo de campanha, para tornar os produtos lácteos açorianos ainda mais conhecidos e para conquistar novos mercados, que sejam capazes de “valorizar mais” os produtos regionais, fazendo depois repercutir esse aumento de rendimento em toda a cadeia de valor.

Das oito candidaturas portuguesas efectuadas no âmbito da promoção de produtos agrícolas europeus dentro do espaço comunitário e em países terceiros nenhuma foi aceite por Bruxelas.

“Não atiramos a toalha ao chão”, assegurou João Ponte, acrescentando acreditar que a nova candidatura do CALL vai obter a aprovação da Comissão Europeia.

Mercado chinês

De acordo com o CALL, além do Canadá, a nova candidatura visa promover os produtos lácteos dos Açores no mercado chinês, nomeadamente em Macau e Hong Kong.

O secretário Regional anunciou, por outro lado, que o Governo dos Açores vai avançar este ano com a actualização de um estudo feito há dois anos sobre a sustentabilidade económica e financeira das explorações agrícolas, que foi desencadeado no âmbito do fim das quotas leiteiras na União Europeia.

A intenção do Executivo regional mereceu a concordância do CALL, dada a importância de se ter uma noção exacta da realidade do sector.

“Entendemos que é importante actualizar este estudo porque, entretanto, houve um conjunto de variáveis que se alteraram, nomeadamente o preço do leite, houve algumas explorações que cresceram e há menos produtores”, afirmou João Ponte.

PAC pós 2020

O secretário Regional considerou ainda que este documento poderá ser também importante para a Política Agrícola Comum (PAC) pós 2020, no sentido de sustentar a defesa que os Açores têm feito de aumento de verbas no POSEI.

Em paralelo, o CALL vai também encomendar a uma empresa certificada internacionalmente um estudo comparativo do leite dos Açores com congéneres nacionais e europeus, que servirá para afirmar a qualidade do leite produzido na Região.

“Com este documento pretendemos retirar vantagens competitivas em termos de promoção do leite e, por via disso, uma valorização do preço do leite pago ao produtor”, salientou o governante.

O Centro Açoriano de Leite e Lacticínios tem por missão acompanhar e intervir no sector do leite e lacticínios da Região, tendo assento na sua direcção o Governo Regional, através do IAMA, a produção e a indústria.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Depois de Silves, Câmara de Avis não aceita transferência de competências para 2019

A Câmara Municipal de Avis, liderada pelo comunista Nuno Paulo Augusto da Silva, acaba de anunciar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.