Início / Agricultura / Brexit? Guerra comercial USA-China? And? Garland aproveita e aumenta negócios

Brexit? Guerra comercial USA-China? And? Garland aproveita e aumenta negócios

A Garland Transport Solutions, nascida há pouco mais de um ano de uma reestruturação no seio do Grupo Garland, já viu aumentar os movimentos de mercadorias de Portugal para os Estados Unidos, uma realidade impulsionada pela guerra comercial entre os norte-americanos e a China.

E Grupo garante que não deverá ser muito afectado pelo Brexit, mesmo que se trate de um Hard Brexit. No entanto, já delineou plano de acção em caso de saída caótica.

O comércio internacional, no qual as empresas de transportes desenvolvem um papel fundamental, está em mudança. Sejam as guerras comerciais lançadas pelo Presidente dos Estados Unidos, a revolução tecnológica ou o que ainda estará por vir, como o Brexit – são vários os factores que actualmente determinam os negócios no Mundo.

Recorde-se que, cumprindo uma das suas promessas eleitorais, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, avançou em Setembro do ano passado com a imposição das taxas alfandegárias mais altas de sempre sobre 200 mil milhões de dólares de importações da China, cerca de metade. Esta foi a mais forte ofensiva de um conflito que começou em Março de 2018, mas que tem subido de tom de ambos os lados.

“O conflito entre os Estados Unidos e a China está já a fazer aumentar as exportações portuguesas para a América para compensar a ausência de produtos chineses em sectores como têxtil, calçado, cerâmica, entre outros. Para responder a esta tendência de mercado, a Garland Transport Solutions assinou recentemente uma parceria com uma transportadora norte-americana, que marca presença em todos os Estados Unidos”, explica Peter Dawson.

O presidente do Grupo Garland está expectante: “Acreditamos que as exportações portuguesas para os Estados Unidos terão condições para continuar a crescer no próximo ano”.

Crescimento de 4% e novos serviços

Cerca de um ano e meio após o seu lançamento, a Garland Transport Solutions registou em 2018 um crescimento de 4%, terminando o ano com um volume de negócios a rondar os 53,4 milhões de euros.

Segundo Peter Dawson, este incremento é notório em todas as áreas dos transportes, mas as vias marítima e aérea têm registado um crescimento superior à terrestre.

Desde o início do ano, a Garland Transport Solutions arrancou com uma série de novos serviços em mercados estratégicos.

Espanha

Actualmente, a Garland Transport Solutions disponibiliza, no âmbito da parceria com a Palletways, dois serviços diários de e para Madrid, um outro diário de ida e volta para a Galiza e, por último, um serviço três vezes por semana de e para Barcelona.

Japão

A “K” Line Total Logistics, o braço transitário da antiga “K” Line, entretanto integrada na ONE, reactivou o serviço com a Garland Transport Solutions, através do qual ficam cobertos os movimentos entre Japão e Portugal.

Leste da Europa

A Garland Transport Solutions passou a representar em Portugal a empresa lituana Gevara. Recorrendo a veículos próprios, a Gevara recolhe mercadorias duas vezes por semana no Centro Logístico da Maia, servindo os países bálticos e de Leste, entre os quais Rússia, Ucrânia, Bielorrússia e Cazaquistão.

Tendo em conta a importância dos mercados de Leste para Portugal, a Garland opera ainda um serviço para a Polónia com duas a três saídas por semana, envolvendo 15 camiões completos e de grupagem semanais.

Via Nuremberga, Alemanha, a empresa portuguesa opera serviços de ida e volta às terças e sextas-feiras, abrangendo Hungria, República Checa, Eslováquia, Roménia e outros países de Leste. Via Pordenone, Itália, a Garland movimenta carga de e para Croácia e Sérvia.

Alemanha

A Garland Transport Solutions disponibiliza, desde Setembro, um serviço de transporte terrestre em round trip, através da sua parceria com a NTG que, recentemente, adquiriu o Swiss Gondrand Group, cuja relação com a Garland, a partir de Hagen, uma cidade também localizada na Renânia do Norte-Vestfália, era já longa. A NTG encarrega-se do transporte de mercadorias de Ense para Portugal e a Garland pelo de sentido contrário.

Itália

A fusão entre a Nuova Transports e a Cesped, ambas agentes da Garland Transport Solutions, permitiu incrementar os serviços no país, sendo disponibilizadas linhas regulares de Pordenone, Verona, Reggio Emilia/Bolonha e Milão.

Em 2019, aumentarão os serviços de exportação a partir de Portugal, bem como a empresa tentará implementar um serviço regular de Turim. Actualmente, a GTS movimenta semanalmente 15 e mais camiões de Itália e 4 a 6 na exportação.

“O plano para 2019 é consolidar os mercados de sempre como Inglaterra, Suécia, Suíça, Bélgica, Alemanha, Itália e Espanha e crescermos em países em que queremos reforçar os nossos serviços, como é o caso de França”, adianta Jorge Rocha, director dos serviços de Customer Service de Garland Transport Solutions sublinhando que o sector têxtil, em que a Garland Transport Solutions tem uma presença dominante, sobretudo no transporte de carga pendurada, continuará a ser uma grande aposta.

Outro mercado em que a Garland Transporte Solutions pretende crescer em 2019 é no transporte de contentores a granel, sendo que, actualmente, movimenta entre cinco e sete mil contentores por ano.

Plano de acção para Hard Brexit

Sobre o Brexit, a Garland Transport Solutions não está preocupada, até porque o mercado inglês não é o mais importante em termos de movimentação de carga de e para Portugal. De qualquer modo, a empresa traçou um plano de acção para o caso de se verificar a saída do Reino Unido da Europa sem acordo, o qual passa por continuar a assegurar as necessidades dos clientes em colaboração com o parceiro PSL Freight.

Com escritório e operações no Porto de Dover há mais de 40 anos e uma operação de 24 horas por dia, 7 dias por semana, a PSL Freight tem uma vasta experiência em procedimentos alfandegários, nomeadamente em toda documentação de exportação e importação, prestando ainda serviços nos restantes portos por intermédio de documentação electrónica.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Rede Rural Nacional leva workshop sobre fileira da hortofruticultura ao Cartaxo

A Rede Rural Nacional (RRN) em colaboração com o Centro de Competências do Tomate Indústria …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.