Início / Agricultura / Azeite do Alentejo investe 265 mil euros em acções de promoção externa

Azeite do Alentejo investe 265 mil euros em acções de promoção externa

O Azeite do Alentejo correu o Mundo nos últimos três anos. Esteve em exposição em São Francisco e Nova Iorque, foi degustado em Montreal e deu-se a provar em Berlim, Copenhaga e Estocolmo, em acções de promoção junto de consumidores e distribuidores.

Viajou também a bordo de centenas de voos da TAP e deu a conhecer o seu território, o Alentejo, e a sua gastronomia típica a chefs (incluindo Estrelas Michelin), críticos gastronómicos, sommeliers de azeite e jornalistas internacionais.

Entre 2016 e 2019, o CEPAAL – Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo investiu um total de 265 mil euros em iniciativas de promoção nos seus mercados de exportações estratégicos – Alemanha, Brasil, Canadá, Dinamarca, Estados Unidos e Suécia.

Projecto de internacionalização

O projecto de internacionalização “Promoção do Azeite do Alentejo nos Mercados Externos”, que decorreu entre Setembro de 2016 e Agosto de 2019, foi co-financiado pelo Alentejo 2020 – Programa Operacional Regional do Alentejo e contou com uma dotação total de 320.682 euros (dos quais 80% provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional).

O CEPAAL termina assim este projecto com uma taxa de execução financeira de 83% e com 100% das acções previstas realizadas. Os resultados são apresentados esta quinta-feira, no seminário final do projecto de internacionalização, que decorre no Convento do Espinheiro, em Évora, a partir das 17 horas.

Gonçalo Morais Tristão, presidente do CEPAAL, faz um balanço positivo destas acções.

“Conseguimos, com sucesso, promover o Azeite do Alentejo nos nossos mercados estratégicos e de forma muito eficiente, já que executámos todas as acções previstas num montante de investimento global abaixo das previsões iniciais. Não podemos, por isso, estar mais orgulhosos destes resultados. Demos o Azeite do Alentejo a conhecer, enquanto marca colectiva, em mercados que consideramos que estão a ganhar grande apetência por este produto mediterrânico”, diz Gonçalo Morais Tristão.

Aceleramento das exportações

O responsável reforça ainda o facto de durante o período de três anos em que o projecto de internacionalização decorreu, “o universo de associados do CEPAAL ter acelerado as suas exportações.”

Sinal do êxito desta estratégia foi, também, a entrada de novos associados por parte do CEPAAL. Entre 2016 e 2019, esta associação conta com mais 11 produtores de Azeite do Alentejo – ultrapassando o objectivo inicial nos indicadores de projecto.

Actualmente, com 30 associados. “Mais uma vez, superámos os objectivos a que nos propusemos”, aponta Gonçalo Morais Tristão.

Promoção do Azeite do Alentejo nos Mercados Externos

O projecto “Promoção do Azeite do Alentejo nos Mercados Externos” incluiu, entre outras acções, a presença do CEPAAL e do azeite dos seus produtores em grandes feiras internacionais, como a Green Week, em Berlim, ou o Summer Fancy Food Show, em Nova Iorque. Foram também realizadas acções de degustação B2C em lojas gourmet, eventos e provas técnicas para profissionais do sector e sommeliers nos vários mercados estratégicos.

No âmbito de três Gastronomic & Press Tours, o CEPAAL recebeu cerca de 30 opinion makers internacionais, entre eles: chefs, jornalistas, críticos e distribuidores, que visitaram o Alentejo para conhecer as especificidades do azeite deste território, os seus produtores e a sua gastronomia.

Este projecto de internacionalização teve como objectivo reforçar a estratégia de promoção do CEPAAL, visando a internacionalização do Azeite do Alentejo, bem como as empresas directa ou indirectamente ligadas ao sector, com o objectivo de dinamizar a economia desse território, conferindo uma maior competitividade ao sector, promovendo o reconhecimento internacional colectivo do Azeite do Alentejo.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Continental anuncia garantia até 10 anos para pneus agrícolas nos mercados EMEA

A Continental anunciou a introdução de uma garantia para pneus agrícolas nos mercados EMEA (Europa, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.