Início / Agricultura / Avicultura industrial e pesca descarregada em queda na Madeira. Abate de gado aumenta

Avicultura industrial e pesca descarregada em queda na Madeira. Abate de gado aumenta

A produção de ovos na Região Autónoma da Madeira rondou, entre Janeiro e Setembro de 2018, os 13,3 milhões de unidades, diminuindo 27,4% em termos homólogos. Por sua vez, o abate de frango decresceu 1,8% face aos primeiros nove meses do ano anterior, totalizando 2 405,5 toneladas.

Segundo a Direcção Regional de Estatística da Madeira, a quebra (-17,7%) verificada na produção de ovos entre Julho a Setembro, contribuiu para a redução observada em termos acumulados. No que respeita ao abate de frango, os valores do 3.º trimestre de 2018 foram semelhantes ao do período homólogo, observando-se uma variação negativa muito ligeira (-0,1%).

Gado abatido

No que respeita ao gado abatido, o mesmo atingiu as 691,6 toneladas, constatando-se no período em referência, um aumento homólogo de 2,8%. Esta variação é justificada pelo incremento verificado quer no abate de bovinos (+2,5%), quer no de suínos (+8,5%). No 3.º trimestre de 2018, em termos homólogos, o gado abatido cresceu 6,4%.

Pesca

No domínio da pesca, o acumulado dos primeiros nove meses de 2018 aponta para 5,6 mil toneladas de pescado capturado, que se traduziram num valor de primeira venda de 14,8 milhões de euros, significando reduções homólogas de 18,7% e de 18,9%, respectivamente.

Esta evolução resulta fundamentalmente de uma diminuição no atum e similares (-25,8% nas quantidades e -35,6% no valor), uma espécie cujas capturas apresentam características de forte irregularidade, conforme demonstra a série histórica disponível.

Embora o peixe-espada preto também tenha sido menos abundante comparativamente ao mesmo período do ano passado (decréscimo de 2,5%), o valor apurado na primeira venda aumentou (+4,9%).

Preço médio global de pescado

O preço médio global de pescado apurado na primeira venda para os primeiros nove meses de 2018 foi de 2,62€, semelhante ao que se verificou no mesmo período de 2017 (2,63€). No caso do atum e similares este indicador atingiu 2,09€ (2,41€ no período homólogo) e no do peixe-espada preto os 3,73€ (3,47€ nos primeiros nove meses do ano precedente).

De referir ainda que o crescimento (+20,4%) verificado no 3.º trimestre de 2018 ao nível da quantidade capturada de pescado foi insuficiente para compensar a quebra registada nos trimestres anteriores, sendo que no referido trimestre o valor de primeira venda caiu 5,8%.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Açores lança novo concurso público para modernização do Entreposto Frigorífico das Lajes das Flores

O Governo Regional dos Açores, através da Lotaçor, lançou hoje, 18 de Outubro, um concurso …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.