Início / Agricultura / Aspoc leva formação sobre o consumo de carne de coelho a Oleiros

Aspoc leva formação sobre o consumo de carne de coelho a Oleiros

A ASPOC — Associação Portuguesa de Cunicultura realizou uma acção de formação sobre o consumo de carne de coelho, no dia 27 de Maio, em Oleiros, inserido na campanha para consumo da carne de coelho na Península Ibérica, apoiada pela União Europeia. Um evento que contou com o apoio do Município de Oleiros.

A primeira campanha europeia de promoção ao consumo da carne de coelho (veja aqui), apresentada a 28 de Junho de 2018, tem como principal desafio a promoção do consumo de carne de coelho de origem europeia, recorrendo à activação de memórias dos consumidores e à passagem de testemunhos inter-geracionais, destacando o valor nutricional e a flexibilidade de adaptação desta carne branca aos tempos modernos.

A acção ocorreu na Residência de Estudantes, dirigida aos alunos do Curso Profissional de Cozinha e Pastelaria do Agrupamento de Escolas Padre António de Andrade (AEPAA), bem como a ex-alunos da turma de Culinária da Universidade Sénior de Oleiros.

A ASPOC contou ainda com a parceria da Associação Portuguesa de Nutrição, a AHRESP — Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal e o AEPAA.

Chef Hélio Loureiro

A acção contou com a colaboração do Chef Hélio Loureiro e do nutricionista Fábio Cardoso e “veio enriquecer o Projecto Oleiros Educa, tendo abordado as várias formas de confecção de coelho — como foi o caso do prato “Arroz de Coelho com Espargos e Boletus” —, assim como as propriedades dietéticas deste bem alimentar, no âmbito de uma campanha de promoção ao seu consumo, a decorrer simultaneamente em Portugal e Espanha”, explica fonte da autarquia de Oleiros.

Para os presentes, esta foi uma acção “bastante interessante, debruçando-se sobre vários aspectos para além da gastronomia e nutrição, como o caso da cultura, economia, ambiente, zootecnia ou história da alimentação”, acrescenta a mesma fonte autárquica.

Dez razões para comer carne de coelho

Durante a formação, os participantes foram sensibilizados para as dez razões pelas quais a carne de coelho deve ser integrada numa dieta alimentar actual e saudável:

  • É uma carne magra com muito pouca quantidade de gordura;
  • Não contém ácido úrico, podendo ser uma alternativa saudável para quem deve controlar esse elemento na sua alimentação;
  • Contém uma importante quantidade de minerais como potássio e fósforo;
  • Contém várias vitaminas do complexo B;
  • É fonte de proteínas de alto valor biológico, necessárias em todas as fases da vida; Apresenta fácil digestibilidade, devido à pouca quantidade de fibras de colagénio e de gordura;
  • Tem um baixo teor de sódio;
  • Apresenta um aporte energético muito equilibrado, de aproximadamente 117 Quilocalorias por cada 100 gramas;
  • É versátil, podendo ser utilizada em inúmeras receitas, designadamente nas da tradição mediterrânica;
  • Contribui para um consumo mais sustentável, dado que os resíduos do seu processo produtivo são recicláveis.

No final, os participantes puderam ainda degustar o resultado de um prato confeccionado no showcooking e receberam um certificado de participação assinado pelo Chef Hélio Loureiro.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Governo dos Açores promove formação a colaboradores do projecto Life Vidalia

A Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo dos Açores, através da Direcção Regional do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.