Início / Agricultura / ASAE apreende vinho “Pêra-Manca” falsificado em Braga

ASAE apreende vinho “Pêra-Manca” falsificado em Braga

Foi em Braga que a ASAE encontrou um homem a vender vinho Pêra-Manca falso. Apreendeu apenas 2 garrafas, mas ainda assim estavam a ser vendidas por 200 euros cada.

Pêra-Manca é a marca que a Fundação Eugénio de Almeida destina aos seus vinhos de excepção. Por exemplo, o Pêra-Manca Tinto 2014 está à venda por 300 euros a garrafa.

Os vinhos brancos têm por base as castas Antão Vaz e Arinto, apresentando uma cor citrina, um aroma frutado persistente, fino e complexo. Na boca, são macios, secos, complexos e equilibrados.

Devido à grande qualidade dos taninos e madeiras utilizadas, são vinhos que apresentam grande longevidade, necessitando de algum tempo para revelar todo o seu potencial.

Acção de fiscalização

A ASAE — Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, através da sua Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal (UNIIC), realizou, em Braga, uma acção de fiscalização num estabelecimento de restauração e bebidas, no âmbito do combate à contrafacção.

“No decurso da investigação foi identificado um indivíduo que vendia garrafas de vinho falsificadas como sendo genuínas”, revela um comunicado da ASAE.

Processo-crime por fraude

Como resultado da acção foi instaurado um processo-crime por fraude sobre mercadorias e venda de artigos contrafeitos tendo sido apreendidas 2 garrafas de vinho, ostentando a marca Pera Manca, que estavam à venda por um valor de 400 euros.

A ASAE “continuará a desenvolver esta actividade, na qualidade de órgão de polícia criminal, num domínio que se prende com a salvaguarda das regras do mercado e da livre concorrência, defendendo os direitos da propriedade industrial”, realça o mesmo comunicado.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Cotações – Cereais – Informação Semanal – 14 a 20 Outubro 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas Milho Grão – Conjuntura semanal Na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.