Início / Mar / Ambiente / Apreendidos 600 quilos de pescado capturado de forma ilícita no Banco Condor

Apreendidos 600 quilos de pescado capturado de forma ilícita no Banco Condor

A Inspecção Regional das Pescas (IRP), em colaboração com a Polícia Marítima e com o apoio do navio patrulha ‘Tejo’, da Marinha Portuguesa, apreendeu esta terça-feira, 3 de Julho, cerca de 600 quilos de pescado capturado de forma ilícita no Banco Condor.

O Banco Condor, situado a cerca de 17 quilómetros a oeste/sudoeste da ilha do Faial, encontra-se protegido por legislação regional, estando encerrado à actividade da pesca dirigida a espécies de fundo desde 2010.

Área experimental para usos científicos

Ao longo dos últimos anos este banco submarino tem sido utilizado como área experimental para usos científicos com o objectivo, entre outros, de estudar o efeito da proibição da pesca na dinâmica de recuperação das populações de peixes, bem como os efeitos da protecção sobre o ecossistema em geral.

De acordo com a legislação em vigor, o pescado apreendido cautelarmente foi leiloado em lota, ficando o produto da venda, que correspondeu a 6.700 euros, à guarda da Região Autónoma dos Açores até decisão do processo.

Exploração sustentável dos recursos pesqueiros

Esta missão conjunta decorreu no âmbito da cooperação regional existente entre as entidades do Sistema Integrado de Vigilância, Fiscalização e Controlo das Actividades da Pesca (SIFICAP) para garantir a exploração sustentável dos recursos pesqueiros e o rendimento futuro das comunidades piscatórias açorianas.

Ainda no âmbito das missões conjuntas das entidades do SIFICAP, durante o mês de Junho foram apreendidos na Região cerca de 500 quilos de goraz a embarcações que excederam os valores de quota permitidos para a pesca desta espécie.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Agricultores afectados pela tempestade Leslie com apoios garantidos

O secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, visitou esta manhã, 15 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.