Início / Agenda / Anpromis cria centro de competências para investigação do milho

Anpromis cria centro de competências para investigação do milho

A Anpromis – Associação Nacional dos Produtores de Milho e Sorgo, em parceria com o INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária e a Câmara Municipal de Coruche, vai criar o Centro Nacional de Competências das Culturas do Milho e Sorgo. Trata-se de o InovMilho.

A assinatura do protocolo de constituição e funcionamento do InovMilho acontece a 28 de Setembro, na Estação Experimental António Teixeira, em Coruche, no âmbito de um Dia de Campo, com a presença do ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, e cerca de 300 outros convidados.

O InovMilho será um espaço de investigação e partilha de conhecimentos, agregando todos os agentes da fileira do milho e sorgo na persecução de uma estratégia comum de desenvolvimento destas culturas.

Os principais objectivos deste Centro passam pela elaboração de uma agenda de investigação para as culturas do milho e sorgo que sirva de orientação às políticas públicas e a promoção da competitividade desta fileira através do uso racional e mais eficiente dos factores de produção.

Segundo um comunicado da Anpromis, o InovMilho “contribuirá também para a avaliação dos parâmetros qualitativos e de rendimento industrial do milho nacional e apoiará os agricultores na selecção de variedades mais aptas à alimentação do efectivo leiteiro nacional. O Centro dará ainda o seu contributo ao incentivo de novas utilizações do milho e sorgo, nomeadamente na área da alimentação humana e na produção de materiais biodegradáveis”.

35 entidades parceiras

As cerca de 35 entidades parceiras do Centro participarão de forma regular em projectos comuns de I&DT nas áreas prioritárias definidas no âmbito do InovMilho e na divulgação e transferência do conhecimento científico e da tecnologia produzidos na fileira do milho e sorgo.

“Congratulamo-nos com a adesão de um elevado número de entidades de âmbito nacional ao InovMilho, o que demonstra a vitalidade desta fileira e a sua importância estratégica na agricultura de regadio», afirma o presidente da Anpromis, José Luis Lopes.

O Dia de Campo tem início pelas 9h30 com uma apresentação sobre a problemática da cefolosporiose, seguindo-se uma visita aos campos de ensaio de milho e sorgo instalados na Estação Experimental António Teixeira, onde decorre o projecto de investigação aplicada Sanimilho, com a parceria de várias empresas de factores de produção.

A Anpromis é um centro de apoio e informação aos produtores e suas organizações, participando, propondo, discutindo e debatendo todas as questões que afectam a produção de milho e sorgo, em Portugal. O milho é a cultura arvense com a maior expressão em Portugal, ocupando uma área que ronda os 130 mil hectares, com uma produção média anual estimada nas 930 mil toneladas, permitindo que Portugal tenha um capacidade de auto-aprovisionamento neste cereal de cerca de 35%.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Governo dos Açores mantém modernização das infra-estruturas agrícolas da Graciosa em 2020

O secretário Regional da Agricultura e Florestas assegurou hoje, 18 de Setembro, que o Governo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.