Início / Mar / Ambiente / Angola aposta na economia azul. Pesca sustentável e aquacultura em cima da mesa

Angola aposta na economia azul. Pesca sustentável e aquacultura em cima da mesa

A ministra angolana das Pescas e do Mar, Maria Antonieta Baptista, reafirmou, em Marrocos, o compromisso de Angola na promoção da economia azul.

Maria Antonieta Baptista realçou que a “a sustentabilidade dos mares e oceanos depende de uma abordagem múltipla, inclusiva, integrada e global em que as diversas partes envolvidas devem criar sinergias e demonstrar competitividade territorial de modo a estabelecer equilíbrios entre a exploração e a conservação dos mares e oceanos”.

Efeitos das alterações climáticas

A par da economia azul, Angola vai trabalhar para contrapor os efeitos nocivos das alterações climáticas, criando condições para salvaguardar a saúde humana, preservação do meio ambiente e desenvolvimento da economia.

A governante falava durante conferência de alto nível realizada na cidade de Agadir sob o tema “The Blue Belt, uma plataforma de acção para promover a sustentabilidade da pesca e da aquicultura em África”.

Pesca sustentável

A iniciativa “Blue Belt” visa impulsionar a pesca sustentável e reforçar a resiliência costeira às mudanças climáticas, garantir a segurança alimentar para os povos da África, criar mais empregos e gerar riqueza.

O evento juntou delegados de Angola, República Democrática do Congo, Togo, Costa do Marfim, Gabão, Guiné-Bissau, Serra Leoa, Gana, Serra Leoa, Portugal, Espanha, Rússia, França e Noruega e do país anfitrião.

O encontro contou também com representantes da União Europeia, FAO e vários institutos de pesquisa especializados em estudos oceanográficos de vários países.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Abertas inscrições para Formação Técnica de Cereais

A Anpoc — Associação Nacional de Produtores de Proteaginosas, Oleaginosas e Cereais, o INIAV – …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.