Início / Featured / Ana Paula Vitorino consegue parar greve no Porto de Setúbal. Acordo firmado

Ana Paula Vitorino consegue parar greve no Porto de Setúbal. Acordo firmado

O Governo, os operadores portuários e os sindicatos chegaram hoje, 14 de Dezembro, pondo fim ao conflito com os estivadores precários de Setúbal. Este é o resultado da mediação, entre sindicalistas e empresas, levada a cabo pela ministra do Mar Ana Paula Vitorino.

O acordo assinado entre o SEAL – Sindicato dos Estivadores e da Actividade Logística e os operadores portuários permite que “sejam alcançados os dois grandes objectivos traçados desde o início desta negociação: resolver a situação de precariedade existente no Porto de Setúbal, que chegou a um ponto insustentável; e retomar a rota de crescimento do Porto de Setúbal, como potenciador do crescimento económico e do emprego na Península de Setúbal e no País”, salienta fonte do Gabinete da Ministra do Mar.

Com o fim da paralisação dos estivadores, a Autoeuropa fixou uma prioridade: carregar o máximo de veículos até ao fim do ano, com mais navios a expedir os 23 mil automóveis parqueados que valem 300 milhões. O porto garante disponibilidade da mão-de-obra.

Admitidos para o quadro mais 56 trabalhadores

Com efeito, são admitidos de imediato para o quadro mais 56 trabalhadores, prevendo-se a curto prazo a possibilidade de contratação de mais 10 a 37 estivadores. Para além disso, são fixadas regras de contratação e melhores condições de trabalho para todos.

“Neste momento, é importante louvar a maturidade, o empenho e o sentido de responsabilidade, tanto das empresas Operestiva e Setulset e dos operadores portuários que as sustentam, como do sindicato SEAL, cujos compromissos fizeram com que fosse possível chegar a um acordo que deve ser visto como uma vitória para todas as partes”, salienta o Gabinete de Ana Paula Vitorino.

Conselho Português de Carregadores

“Gostaria ainda de reconhecer a confiança e a solidariedade demonstradas durante este processo por muitos dos carregadores membros do Conselho Português de Carregadores, entre os quais a Secil, a Cimpor, a Navigator e a Siderurgia Nacional, que ao invés de pressionar perceberam a importância de criar condições para que se chegasse rapidamente a um acordo de paz permanente”, realça a ministra do Mar.

Segundo Ana Paula Vitorino, “iremos continuar a trabalhar no âmbito das Administrações Portuárias e do Instituto da Mobilidade e dos Transportes de forma a garantir uma melhor regulação e supervisão no sector”.

Importância do sistema portuário nacional para a economia

A ministra adianta ainda que “nunca é demais recordar a importância do sistema portuário nacional para a economia do país, o qual está a ser alvo de um forte investimento de expansão e modernização por parte do Ministério do Mar, e para o qual é fundamental a manutenção de um clima de paz social – o qual esperamos que continue a ser prioridade em futuras negociações”.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Açores apoiam empresários das Flores e do Corvo afectados pelo furacão Lorenzo

O Governo dos Açores solicitou à Câmara do Comércio e Indústria da Horta a elaboração …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.