Início / Agenda / Alterações climáticas, impactos e estratégias debatidos na 36.ª Ovibeja

Alterações climáticas, impactos e estratégias debatidos na 36.ª Ovibeja

A 36.ª Ovibeja está à porta e com ela a reflexão sobre as alterações climáticas e a agricultura. Este é o tema central da feira e vai contar, num seminário que se desdobra, durante dois dias (a 26 e 27 de Abril), em vários sub-temas, com a participação de alguns dos mais destacados especialistas nacionais e internacionais nesta temática.

Organizado pela ACOS – Associação de Agricultores do Sul, o Seminário conta, na abertura, com a participação de Filipe Duarte Santos, presidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável; Ricardo Campos, do The Climate Reality Project; Cristina Branquinho, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa; Paulo Canaveira, do Instituto Superior Técnico.

“Alterações Climáticas – Impactos e Estratégias”

O tema desta primeira sessão incide sobre “Alterações Climáticas – Impactos e Estratégias” e tem como moderador Nuno Lacasta, presidente da Agência Portuguesa do Ambiente. A sessão plenária inicial, de cariz mais científico, tem como propósito o enquadramento geral do tema, bem como apresentação e discussão de estratégias de mitigação e de adaptação que os agricultores em geral podem e devem adoptar para contrariar os impactos negativos e reduzir os riscos associados a este fenómeno.

“Os agricultores são agentes com a dupla responsabilidade de produzir alimentos que cheguem à mesa de todos os cidadãos e a de preservar o meio ambiente em que actuam. E têm de ser competitivos para ombrear em pé de igualdade com os demais agentes num mercado globalizado”, realça fonte institucional da ACOS.

Floresta Mediterrânica

Tendo em conta esta premissa, são várias as sessões temáticas onde se pretendem abordar os diversos sectores da agropecuária e floresta, olival e vinha.

“Alterações Climáticas – Impactos na Agropecuária e Floresta Mediterrânica” é outro dos temas a abordar no dia 26 de Abril. A moderação está a cargo de Maria José Roxo, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Entre os oradores contam-se Benvindo Maçãs, do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária; Vicente Rodríguez-Estévez, da Faculdade de Veterinária da Universidade de Córdoba; Joana Amaral Paulo, do Centro de Estudos Florestais – Instituto Superior de Agronomia; Virgílio Almeida, da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Lisboa e André Vizinho, da Faculdade de Ciências, da Universidade de Lisboa.

Impactos no olival e na vinha

A sessão 3, programada para a manhã de 27 de Abril, incide sobre “Alterações Climáticas – Impactos no Olival e na Vinha”. A moderação está a cargo de José Godinho Calado, director Regional de Agricultura do Alentejo.

Como intervenientes vão estar, entre outros, Ignacio Lorite Torres, do Instituto de Investigación y Formación Agrária y Pesquera, de Córdoba; José Maria Penco, Associación Española de Municipios del Olivo; Nuno Oliveira, do Esporão e João Luís Barroso, em representação da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana.

O Seminário culminará com uma sessão onde serão apresentadas e discutidas as medidas de Política Agrícola Comum que estão a ser preparadas no âmbito do quadro de apoio pós 2020.

A 36.ª Ovibeja, que se realiza no Parque de Feiras e Exposições Manuel de Castro e Brito, é organizada pela ACOS – Associação de Agricultores do Sul.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Arroz: Corteva Agriscience recebe a aprovação da UE para herbicida Rinskor Active

A Corteva Agriscience, empresa líder no sector agrícola ao nível da tecnologia de sementes, protecção …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.