Início / Agricultura / Agros convoca reunião da Lactogal. Quer anular redução em 1 cêntimo pago aos produtores

Agros convoca reunião da Lactogal. Quer anular redução em 1 cêntimo pago aos produtores

A AGROS – União de Cooperativas está contra a decisão da Lactogal de redução de um cêntimo no preço do leite pago ao produtor. E já convocou uma reunião do conselho de administração da Lactogal para que seja deliberado a manutenção do preço do leite, com o intuito de ficar sem efeito a redução em 1 cêntimo.

A administração da AGROS considera que a medida foi “tomada sem a devida ponderação das suas repercussões”

A decisão da Lactogal levou centenas de produtores de leite em protesto à ruas do Porto, na passada quinta-feira, 9 de Agosto, que garantem que desde que a Lactogal diminuiu o preço do litro do leite, 160 explorações agrícolas fecharam.

“Não podemos deixar de demonstrar a nossa solidariedade para com aqueles que se manifestaram contra a descida do preço do leite pois sabemos dos sacrifícios que os produtores de leite passam para manter as suas explorações nestes momentos tão difíceis”, refere a administração da AGROS.

Fundada por produtores de leite para produtores de leite

Segundo um comunicado da AGROS, assinado pelo seu presidente, José Fernando Martins Capela, a Lactogal “foi fundada por produtores de leite para produtores de leite” foi constituída com o “intuito de fundir as sinergias das três Cooperativas fundadoras numa única estrutura profissional centralizada, visando canalizar a mais-valia da sua actividade para os produtores”.

Em coerência com os desígnios dos fundadores, a AGROS “não poderia deixar de manifestar publicamente o seu desagrado pelos avultados lucros que a Lactogal teve nos últimos anos, pois estamos perante uma empresa de raízes Cooperativas em que o lucro não pode ser só o seu objectivo”.

Dar a mão aos produtores nos momentos difíceis

Acrescenta o mesmo comunicado que, “de facto, é exigível que a sua gestão alcance resultados positivos e sustentados, não obstante, não podemos deixar de olhar para a razão da existência da Lactogal: os produtores e dar-lhes a mão nestes momentos difíceis que o sector atravessa”.

Para a administração da AGROS, “é uma contradição comunicar medidas para reduzir o volume de leite recolhido pela Lactogal, com o fundamento da valorização da matéria-prima, e em simultâneo anunciar uma descida do preço pago por litro de leite”.

Por a AGROS “ser coerente com os seus princípios”, por “não aceitar estas contradições, por sermos produtores de leite todos os dias da semana e não alguns, fomos contra a proposta da Lactogal de redução do preço pago por litro de leite em 1 cêntimo”, frisa o comunicado assinado por José Fernando Martins Capela.

Medida tomada sem a devida ponderação das suas repercussões

A administração da AGROS salienta ainda que acredita que a redução do preço pago por litro de leite “foi uma medida tomada sem a devida ponderação das suas repercussões” e acredita que “podemos e devemos reduzir os lucros mediante a valorização do preço pago” e que “é possível fazer mais e melhor pelos produtores”.

“Sabemos dos sacrifícios que se avizinham, sabemos das dificuldades do sector mas também sabemos que temos que assumir essas responsabilidades, esses desafios e tomar a liderança nas soluções, pois estas organizações foram constituídas para estes momentos difíceis”, acrescenta o mesmo comunicado.

Para José Fernando Martins Capela, o futuro das organizações “depende das lideranças saberem enfrentar cada dificuldade como um novo desafio, encontrando as soluções de forma a conseguir sair ainda mais fortes, sendo que para esse desiderato é necessário ter em cada momento a capacidade de dar espaço àqueles que querem mais”.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Agricultores afectados pela tempestade Leslie com apoios garantidos

O secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, visitou esta manhã, 15 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.