Início / Agricultura / Agrinnovation Magazine destaca trabalho sobre Vespa velutina no Norte de Portugal

Agrinnovation Magazine destaca trabalho sobre Vespa velutina no Norte de Portugal

A Parceria Europeia de Inovação – PEI AGRI destaca no nº 6/2019 do seu periódico “Agrinnovation Magazine” o projecto do Grupo Operacional português ”Mapear e capturar a Vespa velutina no Norte de Portugal”.

O projecto do Grupo Operacional actua no controlo e minimização de prejuízos causados pela Vespa velutina, também conhecida por vespa asiática.

Espécie invasora

O trabalho daquele Grupo Operacional sobre “Controlo e minimização de prejuízos da espécie invasora Vespa velutina nigrithorax (Vespa velutina) na produção apícola”, apoiado pelo PDR 2020, pretende resolver o problema, a nível da manutenção dos apiários e da produção apícola, colocado com a introdução em Portugal da espécie exótica Vespa velutina nigrithorax, nativa do continente asiático e considerada invasora em território europeu.

O projecto é coordenado pela Dolmen — Cooperativa de Formação, Educação e Desenvolvimento do Baixo Tâmega.

Carnívora predadora da abelha europeia

A Vespa velutina é uma espécie carnívora e predadora da abelha europeia (Apis Mellifera), encontrando-se, por enquanto, aparentemente circunscrita a concelhos do Norte do País, com consequências que se manifestam no efectivo apícola, na produção de mel, na produção apícola de derivados e também com possíveis consequências na saúde pública, uma vez que sentindo-se ameaçadas reagem de modo bastante agressivo.

Confirmada a introdução involuntária da Vespa velutina em Portugal em 2011 e visto tratar-se de uma espécie invasora carnívora, a sua acção predadora sobre a abelha europeia, associada à da vespa crabro, veio desestabilizar o ecossistema que está na base da produção de mel e produtos apícolas, através da diminuição do efectivo apícola e consequente redução da produção e qualidade do produto final, com consequências previsivelmente mais gravosas a médio e longo prazo, já que a destruição do ecossistema é gradual caso não sejam tomadas medidas que intervencionem na proliferação da espécie invasora.

Pode ver a publicação aqui.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Empresa sueca procura produtores de drones aéreos e marítimos

Um dos principais fornecedores suecos de soluções de infra-estrutura marítima pretende usar drones operados remotamente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.