Início / Agricultura / Agricultura biológica/orgânica: vantagens e desvantagens

Agricultura biológica/orgânica: vantagens e desvantagens

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola

 

Como surgiu?

A agricultura biológica ou orgânica surgiu como  uma oposição  à agricultura industrializada tendo como  principal objectivo a  reintegração  das actividades humanas na capacidade dos ecossistemas, tornando o sector agrícola mais sustentável.

O que distingue a agricultura biológica da agricultura convencional?

A agricultura biológica não usa produtos de síntese química nas suas culturas  como por exemplo  fertilizantes e pesticidas sintéticos tendo como principal  preocupação a  manutenção da fertilidade e capacidade produtiva do solo. No entanto verifica-se muitas vezes que a definição da agricultura biológica que prima pelo  não-uso de certos factores de produção é considerada redutora por muitos defensores da agricultura sustentável, preferindo por essa razão, apoiar e desenvolver outras correntes de agricultura sustentável muito em voga também ultimamente como apor exemplo a agricultura biodinâmica e a permacultura. Não obstante, a agricultura biológica  tem cada vez mais adeptos uma vez que permite  diversificar os produtos cultivados com o intuito de garantir o equilíbrio ambiental, sobretudo do solo aumentando a sua fertilidade.

A popularidade crescente alcançada pela agricultura biológica  nos últimos anos pode ser justificada pela adopção de  técnicas de baixo impacto ambiental com foco na sustentabilidade e  preservação dos recursos naturais, o que nos últimos tempos tem sido tido cada vez uma maior procura.

Quais as vantagens associadas à agricultura biológica/orgânica?

  • Os produtos biológicos devido à ausência de resíduos de pesticidas e outros produtos químicos promovem uma alimentação mais saudável e natural;
  • Permite o aumento da biodiversidade local, através do uso de produtos naturais  no cuidado e tratamento das explorações agrícolas;
  • Através da  utilização de fertilizantes orgânicos de baixa solubilidade utilizados nas quantidades adequadas estudos indicam que este facto contribuiu para a diminuição da contaminação de águas subterrâneas e solos;
  • Devido a não se utilizarem pesticidas neste tipo de agricultura, este facto contribui para uma melhor qualidade do ar que respiramos;
  • Estudos apontam que os produtos derivados deste tipo de agricultura são mais ricos nutricionalmente que os produtos provenientes da agricultura convencional.

E quais as desvantagens?

  • Em geral este tipo de produtos biológicos  resultam de uma qualidade inferior no que diz respeito ao seu aspecto (brilho, tamanho, etc.).
  • Os alimentos obtidos neste tipo de agricultura  tem uma durabilidade mais reduzida que os produtos convencionais, pelo que são mais difíceis de conservar;
  • O  preço dos produtos oriundos de agricultura biológica é substancialmente superior aos produtos agrícolas da agricultura convencional uma vez que os seus  sistemas produtivos são mais lentos e necessitam de mais mão-de-obra.

E vocês? Qual a vossa opinião sobre este tipo de agricultura? São consumidores de produtos biológicos? Deixem a vossa opinião nos comentários 🙂

A Cientista Agrícola

loading...

Verifique também

Governo dos Açores desafia agricultores a diminuir a dependência dos apoios

O director Regional da Agricultura afirmou, na ilha Terceira, que os agricultores devem apostar, cada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.