Início / Agricultura / Afectados pelo granizo podem transferir direitos de produção de vinho do Porto

Afectados pelo granizo podem transferir direitos de produção de vinho do Porto

O Ministério da Agricultura informou que os viticultores do Douro afectados pelo granizo podem recorrer ao mecanismo de transferência de autorização de produção do vinho do Porto e ainda, a partir de Outubro, ao programa VITIS.

Depois de um levantamento dos estragos provocados pelas intempéries, chuva forte e granizo, nos concelhos de Sabrosa, Alijó, Vila Nova de Foz Côa, São João da Pesqueira e Torre de Moncorvo, o ministério concluiu que “as situações encontradas se enquadram no âmbito dos seguros de colheitas, tendo em conta que se trata de um risco coberto pelo seguro”.

Em comunicado enviado à Lusa, fonte ministerial referiu que, nos casos de perdas de produção, o Instituto dos Vinhos do Porto e Douro (IVDP) coloca à disposição dos viticultores o mecanismo de “transferência de autorização de produção”.

Este mecanismo permite a transferência de mosto apto à Denominação de Origem Porto entre prédios ou parcelas do mesmo viticultor ou mesmo entre prédios e parcelas de diferentes viticultores em caso de perdas totais.

Segundo referiu ainda o Ministério da Agricultura, os vitivinicultores podem igualmente recorrer ao programa VITIS, designadamente às medidas de Reestruturação da Vinha, a partir de Outubro, segundo o site da Confagri – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Portugal, que cita a Lusa.

Entre os dias 5 e 7 de Julho, chuva intensa, acompanhada de granizo, afectou produtores de vários concelhos da Região Demarcada do Douro.

O Ministério, que não fez referência à área afectada, referiu que, após a ocorrência, foram desenvolvidas acções de aconselhamento aos vitivinicultores, e outros agricultores, sobre os tratamentos a aplicar nas plantas afectadas.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Federação Agrícola dos Açores: Reitor da Universidade de Coimbra é “contra a produção nacional”

O Reitor da Universidade de Coimbra vai proibir a carne de vaca na ementa das …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.