Início / Agricultura / Açores têm novo apoio à importação de alimentos para gado

Açores têm novo apoio à importação de alimentos para gado

O secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou hoje, 14 de Janeiro, um novo apoio à importação de alimentos para os animais, já na próxima semana, para minimizar os impactos sentidos pelos agricultores decorrentes da falta de alimentos armazenados, em consequência da seca que assolou os Açores no ano passado.

“O Governo Regional irá apoiar a importação de 5.000 toneladas de palha e feno na forma prensada e 5.000 toneladas de concentrado fibroso, reforçando, assim, o apoio que já foi concedido no ano passado no âmbito da seca”, afirmou João Ponte, adiantando que esta decisão do Executivo surge na sequência de uma proposta apresentada pela Federação Agrícola dos Açores.

Para o governante açoriano, que falava à margem de uma reunião com a direcção da Federação Agrícola dos Açores, em Ponta Delgada, este apoio para reduzir os custos com a aquisição de alimentos é “justo e necessário”.

Em 2018 foi decidido apoiar directamente a importação de 22 mil toneladas de alimento para os animais.

Pagamentos aos produtores

João Ponte adiantou também que, ainda esta semana, serão assinadas as primeiras portarias com o objectivo da Região começar a pagar directamente aos produtores cujas culturas foram afectados pela seca em 2018 e cujas colheitas foram substancialmente inferiores ao esperado e verificado em anos anteriores.

“Esta decisão vai abranger cerca de 1.400 produtores, que tiveram prejuízos numa área de cerca de 6.000 hectares, sendo certo que a maior parte das culturas afectadas foram de milho forrageiro e hortícolas”, referiu o titular da pasta da Agricultura.

João Ponte salientou ainda que o encontro serviu para começar a preparar a reunião do Conselho Regional de Agricultura, que decorrerá a 6 de Fevereiro, na Ilha Graciosa.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Estudo: alterações climáticas põem vinhos da Península Ibérica em perigo

A produção de vinho na Península Ibérica é uma das mais afectadas pelas alterações climáticas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.