Início / Apoios e Oportunidades / Açores têm quatro projectos eleitos no Orçamento Participativo de Portugal

Açores têm quatro projectos eleitos no Orçamento Participativo de Portugal

Os Açores têm quatro projectos vencedores no âmbito do Orçamento Participativo de Portugal (OPP), a que o Estado afectou 375 mil euros para a execução de propostas de âmbito regional da iniciativa de cidadãos residentes no arquipélago nas áreas da Justiça e da Administração Interna, que correspondem a competências do Estado na Região.

O Governo dos Açores, parceiro do Governo da República para a implementação do OPP na Região, “congratula-se pelo sucesso da iniciativa e pela adesão dos cidadãos a esta iniciativa de democracia participativa, felicitando os proponentes das propostas vencedoras”.

Os vencedores

Foram eleitos os projetos com os números 439 – ‘Formação de reclusos’, apresentado por Carla Silva, 441 – ‘Criação de bolsa de formadores de reclusos’, apresentado por Isabel Almeida Correia, ambas do Faial, 522 – ‘Trilhar Caminhos’, apresentado por Anabela Borba, da Terceira, e 546 – ‘Implementação de um programa que vise a promoção da cidadania e prevenção de indisciplina e violência’, apresentado por Raquel Rebelo, de São Miguel.

A afectação de verbas da administração central a estes projectos regionais, que terão, em média, uma duração de 24 meses, representa um investimento ‘per capita’ oito vezes superior ao do território do continente.

A segunda edição do Orçamento Participativo de Portugal prevê um aumento de 250 mil euros para a execução de projectos da iniciativa de cidadãos residentes nos Açores.

Os Açores tiveram 10 dos 24 projectos seleccionados para votação, sendo sete de âmbito regional e três de âmbito nacional nas áreas da Cultura e da Agricultura.

Pode consultar a lista e os projectos vencedores aqui.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Empresa britânica procura estacas de marcação de madeira certificada pelo FSC

Uma empresa britânica, que fornece uma gama de produtos para o sector da construção, está …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.