Início / Agricultura / Açores fazem protocolo com IFAP para maior delegação de competências na Região

Açores fazem protocolo com IFAP para maior delegação de competências na Região

O secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou hoje, 20 de Novembro, em Lisboa, que o Governo Regional dos Açores vai celebrar um protocolo de cooperação com IFAP – Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas, com vista a uma maior delegação de competências na Região, o que permitirá agilizar processos e melhorar os serviços prestados aos agricultores.

“O que se pretende é que a autoridade de gestão dos programas da agricultura nos Açores – a Direcção Regional do Desenvolvimento Rural – tenha uma maior autonomia para resolver situações e processos pendentes, que necessitam actualmente da intervenção do IFAP”, salientou João Ponte.

Melhorar os tempos de resposta aos agricultores

“Os meios instalados, as competências adquiridas e a nossa proximidade aos agricultores e às empresas são motivos mais que suficientes para o reforço de competências, que permitirá agilizar os processos e melhorar os tempos de resposta aos agricultores e às empresas”, frisou João Ponte, em declarações no final de uma reunião com o Presidente do IFAP, Pedro Raposo Ribeiro.

O titular da pasta da Agricultura destacou que este protocolo resulta da boa articulação funcional que tem existido entre o IFAP e a Direcção Regional do Desenvolvimento Rural (DRDR), que é a autoridade gestora do PRORURAL+ nos Açores.

3.327 pedidos de apoio no PRORURAL+

“Estou certo que, com este protocolo, vamos servir melhor os agricultores no que diz respeito a questões que surgem relacionadas com pagamentos de ajudas directas e na gestão das diferentes candidaturas ao programa PRORURAL+”, disse João Ponte, acrescentando que “o mais importante é garantir um serviço de proximidade e melhorar o tempo de resposta aos agricultores e às empresas, actuando de forma mais eficiente e mais célere”.

Até ao final de Outubro, deram entrada 13.327 pedidos de apoio no âmbito do PRORURAL+, com um investimento elegível de 461 milhões de euros, estando apenas por analisar 592 processos, que correspondem a 4,4% dos pedidos de apoio que deram entrada na DRDR.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Porto de Viana do Castelo cresce 19% na movimentação de mercadorias

O movimento de mercadorias no Porto de Viana do Castelo registou um crescimento de 19% …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.