Início / Agricultura / 9 Universidades e Politécnicos portugueses nos melhores projectos da European Innovation Academy

9 Universidades e Politécnicos portugueses nos melhores projectos da European Innovation Academy

Os projectos de inovação portugueses, nas áreas do agro-negócio e da economia do mar, estão a “dar nas vistas”. O European Innovation Academy distinguiu 9 Universidades e Politécnicos portugueses. A Navismart, plataforma de troca de informação, visa optimizar o tráfego marítimo e as operações portuárias. Já a Copito/BeGreen, aposta nos copos reutilizáveis conectados com uma aplicação interactiva, que não só motiva à reutilização como fornece informação de consumo.

No top 10 das melhores ideias de negócio da 2ª edição da European Innovation Academy (EIA), a que o Santander se associou, estão presentes 18 estudantes de Universidades e Institutos Politécnicos portugueses. Em oito das dez equipas vencedoras há um ou mais estudantes nacionais.

A final teve lugar sexta-feira, no Centro de Congressos do Estoril, em Cascais, dia que o presidente executivo do Santander Totta, António Vieira Monteiro, visitou o local.

Instituições de Ensino Superior nos projectos seleccionados

O Instituto Superior Técnico, a Universidade do Porto, a Universidade Nova de Lisboa (NOVA SBE, NOVA IMS, FCT e FCSH), a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia, o Instituto Politécnico da Guarda, o Instituto Politécnico de Setúbal, o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, a Universidade de Évora e a Universidade da Madeira são as Instituições de Ensino Superior nos projectos seleccionados.

As equipas finalistas tiveram a oportunidade de apresentar as suas ideias a um grupo de investidores de risco internacionais e foram premiadas pelos projectos que desenvolveram.

“Oportunidade única de contacto com aceleradoras e incubadoras de empresas de topo”

Os prémios da European Innovation Academy “incluem uma oportunidade única de contacto com aceleradoras e incubadoras de empresas de topo, tais como a Alchemist Accelerator, Dybaw Venture Capital, AG Consulting, Hunter & Bard, Pitch60 e a Nixon Peabody”, salienta fonte do Santander.

Eis a lista das 10 equipas vencedoras da edição de 2018:

  • Plum – Plataforma digital que liga expatriados que buscam comida caseira, fresca e saudável.
  • Baby Sisters – Plataforma de elevada qualidade que oferece serviços de babysitters profissionais on-demand.
  • Paralegal Bot – Plataforma de consultoria legal com base em Inteligência Artificial.
  • Navismart – Plataforma de troca de informação que visa optimizar o tráfego marítimo e as operações portuárias, fornecendo aos donos dos barcos informação em tempo-real durante a atracagem. Em simultâneo, ajuda portos e marinas a organizarem o seu fluxo de informação.
  • Proco – Solução que junta estudantes, empresas e universidades, resolvendo muitos dos problemas do mercado de recrutamento com projectos conjuntos.
  • Gitsmart – Solução inovadora na área de recrutamento de TI, reduzindo a quem procura o desperdício de tempo com candidatos não qualificados.
  • Pause – Plataforma direccionada a estudantes que visa criar uma comunidade que encoraja e acaba com os estigmas da saúde mental e da necessidade de ‘pedir ajuda’ quando esta é de facto necessária.
  • Bellas – Solução que disponibiliza serviços de beleza on-demand de profissionais credíveis e de confiança.

  • Copito/BeGreen – Copos reutilizáveis conectados com uma aplicação interactiva, que não só motiva à reutilização como fornece informação de consumo.
  • WeLive – Plataforma social que procura ajudar pessoas sem-abrigo, ligando-os a voluntários, abrigos e organizações de auxílio.

E… sorteado um 11º vencedor

Para além das dez equipas vencedoras foi ainda sorteado um 11º vencedor, a Impower, uma solução que visa melhorar a qualidade de vida de pessoas com incapacidade colocando-as em contacto com entidades empregadoras, ajudando assim a combater a discriminação laboral. Também esta equipa conta com dois participantes de uma Universidade Portuguesa.

Santander Universidades atribui 50 bolsas

O Santander Universidades proporcionou a 100 estudantes de 20 instituições de Ensino Superior nacionais, de Norte a Sul de Portugal, a participação na maior academia de inovação digital da Europa, que se realizou entre 15 de Julho e 3 de Agosto.

O Santander atribuiu directamente 50 bolsas, enquanto as restantes foram participadas pelas Instituições de Ensino Superior parceiras do Santander Universidades.

A 2ª Edição da EIA acolheu no total 500 jovens de 75 países para testarem as suas ideias de negócio, com o foco a estar nas tecnologias relacionadas com a Robótica e a Inteligência Artificial. O Santander Universidades e a Câmara Municipal de Cascais foram os principais parceiros da EIA.

€7 milhões na área de Responsabilidade Social e Corporativa

O Santander, através do programa Santander Universidades, assume “o compromisso de promover as melhores práticas na resposta aos desafios da sociedade portuguesa, sendo já uma referência a nível nacional no que diz respeito à promoção do Ensino Superior. O banco investe anualmente cerca de €7 milhões na área de Responsabilidade Social e Corporativa”, garante fonte do Santander Totta.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Estatuto de Jovem Empresário Rural está aprovado

O Governo aprovou hoje, 13 de Dezembro, em Consleho de Ministros, o o decreto-lei que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.