Início / Agricultura / 5 dicas que deve ter em consideração sobre a cultura da vinha

5 dicas que deve ter em consideração sobre a cultura da vinha

Artigo de opinião de Rosa Moreira, Eng.ª Agrónoma, promotora do site A Cientista Agrícola

A vinha é um dos melhores exemplos relativos a actividades agrícolas com grande importância para o nosso país.  Para obter boa qualidade/ produtividade é importante que o viticultor tenha em consideração vários aspetos, entre eles:

  • idade da vinha;
  • utilização de porta-enxertos adequados ao tipo de solo;
  • fertilização da vinha adequadas;
  • localização adequada e baixa dispersão da cultura da vinha, de forma a facilitar a mecanização e minimizando os custos de produção;
  • boa preparação do solo;
  • escolha das castas mais adequadas ao tipo de solo e ao clima da sua região;
  • entre outros;

Para obter bons resultados, partilho consigo 5 dicas que deve ter em consideração sobre a cultura da vinha. Curioso(a)? Então continue a ler este artigo pois certamente irá ajudá-lo(a).

Escolha do terreno para instalação da vinha

vinhaDepois de escolher a(s) parcela(s) onde vai implementar a sua vinha, deve proceder à obrigatória e adequada preparação – com mobilização profunda, exemplo, ripagem, e limpeza das mesmas. Por essa razão, remova raízes, plantas infestantes e outros elementos indesejáveis para garantir desta forma que o terreno está pronto para a instalação da cultura da vinha. Deve também corrigir o pH do solo caso necessário e repor os níveis de fertilidade com o recurso a matéria orgânica e ao uso de fertilizantes adequados às exigências nutricionais da cultura da vinha.  De facto, a fase de preparação do terreno é de extrema importância para o sucesso da plantação, e contempla várias actividades: a armação do terreno em função do declive; a mobilização do solo; as adubações e correcções ao solo e ainda a marcação do terreno através da piquetagem.

Faça a correcção da acidez do solo

Quando o(s) solo(s) onde pretende instalar a vinha são naturalmente ácidos, é imprescindível fazer a correcção da sua acidez através da aplicação de calcário composto – adequado a porta-enxerto ao pH final .

Os moldes em que deve ser feita a aplicação desta substância devem ser determinados com base dos resultados das análises do solo, acção indispensável para a avaliação do estado do solo.

vinha

Esteja atento aos sinais que a sua vinha lhe dá

A fertilização adequada da vinha é uma das etapas fundamentais para o seu correto desenvolvimento vegetativo e produtivo. Quando a videira está em desequilibro nutricional, acaba por manifestar-se através de vários sintomas, que podem ser evitados através das frequentes visitas à vinha por parte do viticultor para monitorização constante.

Existem vários sintomas/carências nutricionais que se manifestam nas videiras e que podem comprometer os desejados bons resultados. Alguns exemplos:

carência de azoto–as videiras apresentam-se menos vigorosas e as suas folhas amarelecem;

carência de fósforo – surge entre as fases da floração e o início da maturação, e manifesta-se pelos tons avermelhados dos pecíolos e das nervuras das suas folhas.

  • carência de potássio – surge mais frequentemente nas folhas mais jovens, na forma de manchas amarelas ou vermelhas. Desta carência pode resultar deformações nas folhas e a sua posterior queda.

Verificam-se também carências de outros nutrientes tais como: magnésio, boro, manganês e ferro, em que se verifica a perda de cor nas folhas, deficiente desenvolvimento dos ramos, entre outros sintomas recorrentes. 

Garanta uma fertilização adequada a cada fase da sua vinha

Considera-se essencialmente três tipos básicos de adubação da videira: a adubação de fundo, a de correção e a de manutenção.

A vinha é uma cultura perene e por essa razão torna-se essencial garantir uma boa reserva de nutrientes (principalmente fósforo e potássio) em profundidade antes da plantação da mesma.

De forma a fornecer a quantidade de nutrientes necessário ao bom crescimento e desenvolvimento da sua vinha, não se deve esquecer de analisar em detalhe as amostras de solo recolhidas na fase inicial de instalação da vinha para entender quais as suas principais necessidades nutricionais e consequentes sugestões de fertilização. Deve ter em consideração que quanto menor for a fertilidade do solo, maior deverá ser a sua fertilização. Uma boa incorporação do(s) fertilizante(s) adequados para a vinha pode impedir grande parte dos problemas futuros que possam surgir.

A adubação de fundo, de correcção e manutenção

 A adubação de correcção na vinha é realizada para corrigir a fertilidade do solo, contribuindo para repor os nutrientes absorvidos pela planta durante o ano. Este tipo de adubação deve ser realizado consoante os resultados das análises do solo. A utilização do correctivo orgânico Siro Agro 5 pode ajudá-lo(a) a melhorar as características físicas, químicas e biológicas da sua vinha, facilitando o bom desenvolvimento e produtividade das videiras. É especialmente recomendado para fertilizações de fundo ou cobertura da vinha, podendo ser utilizado ao longo do ano consoante as necessidades das plantas. Após a sua distribuição é necessário incorporar o fertilizante no solo, gradando ligeiramente. Saiba mais sobre este correctivo aqui.

Pode ser necessário também fazer uma adubação de manutenção com o principal objectivo de repor os nutrientes extraídos pela planta, essencialmente o azoto, fósforo e potássio. Este tipo de fertilização é realizado normalmente através da incorporação dos nutrientes no solo através de uma vala/ supressão entre as linhas das plantas de videira.

Consulte também outras opções de produtos da SIRO especialmente direccionados para a produção da vinha aqui.

vinha

 Vindima: esteja atento ao estado de maturação dos seus cachos

vinhaO momento ideal para proceder à vindima é determinado consoante o estado de maturação das uvas, assim como das condições climatéricas que se fizeram sentir perto dessa fase.

É fundamental que não chova, uma vez que a humidade absorvida pelas uvas, poderá será posteriormente transmitida ao vinho, resultando numa bebida de menor qualidade.

É necessário avaliar o estado de maturação dos seus cachos, para garantir as melhores produtividades possíveis. Deve ter em atenção que à medida que os cachos ficam maduros, a acidez dos seus bagos diminui e o teor em açúcar aumenta.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Navigator sensibiliza crianças em Aveiro para a importância da floresta

A The Navigator Company, no âmbito do projecto “Dá a Mão à Floresta”, levará a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.