Início / Agricultura / 21° Congresso Mundial de Solos reúne especialistas de mais de 100 países no Brasil

21° Congresso Mundial de Solos reúne especialistas de mais de 100 países no Brasil

A 21ª edição do Congresso Mundial de Ciência do Solo marca a estreia do Brasil e do hemisfério Sul na promoção deste evento, que arrancou a 12 de Agosto de 2018 e termina dia 17 do mesmo mês, no Hotel Windsor Oceânico, Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, Brasil.

Este Congresso reúne as mais importantes lideranças mundiais nas pesquisas de ciência de solo do Brasil e do estrangeiro.

O 21°WCSS (sigla em inglês) começou domingo (12 de Agosto) no Rio de Janeiro e continua até esta sexta-feira (17 de Agosto), com a presença de cerca de quatro mil pessoas de mais de 100 países.

A abertura contou com as presenças do presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) em exercício, Celso Moretti; do representante da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) no Brasil, Alan Bojanic; do presidente da União Internacional de Ciências do Solo, Rattan Lal; da presidente da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (SBCS), Fátima Moreira; e do presidente do Congresso, Flávio Camargo, avança o portal grupocultivar.com.br.

Mostrar ao Mundo a experiência do Brasil

Para Flávio Camargo, o evento é uma oportunidade de mostrar ao Mundo a experiência do Brasil na área de ciência de solos, que começou no Século XIX. “Temos 71 anos de actuação só da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. É muito importante que o mundo conheça o nosso protagonismo”, salienta o mesmo portal.

Por sua vez, o presidente da Embrapa destacou que a ‘expertise’ do país nessa área foi determinante para consolidar a importância do bioma Cerrados no agronegócio brasileiro. “Desacreditado na década de 1970, o Cerrado é hoje um dos pólos mais produtivos do Brasil. Isso se deve, em grande parte, aos estudos de ciências dos solos”, constatou aquele responsável.

FAO: preservação dos solos tem que constar da agenda política dos países

Avança ainda o Grupo Cultivar que, Alan Bojanic, representante da FAO no Brasil, afirmou que é fundamental que assuntos relacionados a solos, incluindo preservação e uso sustentável, entre outros, tem que ser prioridade na agenda pública dos países.

Neste ano, foi oficializado no Brasil o Programa Nacional de Solos do Brasil (PronaSolos), que integra dezenas de instituições brasileiras com a missão de mapear 8,2 milhões de km² do território nacional até 2048, em escalas de 1:25.000 a 1:100.000.

Centenas de profissionais estarão dedicados à investigação, documentação, inventário e interpretação de dados dos solos brasileiros.

Saiba tudo sobre o Congresso aqui.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Siro e Cerealto unem-se. Cerealto Siro Foods vai produzir marcas para terceiros

A Siro e a multinacional Cerealto assinaram um acordo para a integração de ambas as …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.