Início / Agricultura / 11,5 km. Em madeira. Carmo Wood constrói passadiços do Vale do Mondego
Foto: Pedro Aperta

11,5 km. Em madeira. Carmo Wood constrói passadiços do Vale do Mondego

A líder europeia em madeira tratada, a empresa portuguesa Carmo Wood acaba de ser escolhida pela Câmara Municipal da Guarda para a construção dos Passadiços do Vale do Mondego. Avaliado em 1,3 milhões de euros, o projecto que visa a instalação de um conjunto de passadiços de madeira num trajecto de extensão total de cerca de 11,5 km.

O trajecto desenvolve-se ao longo do Rio Mondego e de dois afluentes – o Ribeiro do Barrocal e o Rio Caldeirão, e divide-se entre caminhos existentes e passadiços entre as paisagens e declives da região.

“Mais um grande desafio “

“Além de uma grande honra, este é também mais um grande desafio para toda a equipa Carmo Wood e um reconhecimento da qualidade e expertise da nossa empresa na construção deste tipo de estruturas de grande porte e cujo o acesso condiciona bastante os trabalhos. Depois dos Passadiços do Paiva, é um privilégio podermos erguer estes passadiços e ajudar a revelar alguns dos segredos mais bem guardados do Mondego”, afirma Jorge Milne e Carmo, presidente da Carmo Wood.

“Como é apanágio da empresa, os novos passadiços serão construídos segundo elevados padrões de exigência, também ao nível da sustentabilidade, de modo a permitir o acesso a paisagens únicas, até agora inacessíveis, no máximo respeito pelo equilíbrio do ecossistema em que se inserem”, acrescenta.

Grupo com mais de 10 empresas

Líder destacado europeu nos produtos em madeira tratada, a Carmo é composta por um conjunto de mais de 10 empresas, com sede em Portugal, e todo o seu processo de transformação, criação de produtos e desenvolvimento técnico é português.

A Carmo oferece uma vasta gama de produtos no território nacional e além-fronteiras, em sectores tão distintos como a agricultura, mundo equestre, construção, turismo, lazer, segurança e telecomunicações.

O Grupo Carmo iniciou a sua actividade industrial em 1980, no entanto a ligação ao sector dos produtos químicos é anterior a 1955, ano em que é fundada a Anglo Portuguesa de Produtos Químicos, empresa pioneira no desenvolvimento do tratamento industrial de madeiras, quer em Portugal continental e ilhas, quer em países africanos de língua oficial portuguesa como fornecedores de produtos químicos e know-how.

Actividade industrial

A sua actividade industrial teve início com a produção de madeiras redondas, tratadas em autoclave, para agricultura, linhas de electricidade e telecomunicação, mas depressa se alargou a produtos como parques infantis, mobiliário em madeira rústico e urbano e ainda decks em madeira.

Mais recentemente, a engenharia com base nas estruturas de madeira lamelada colada e maciça permitiu ampliar a oferta da Carmo a casas para habitação, escritórios, grandes estruturas de cobertura, pontes e uma infindável oferta de soluções em madeira, conquistando diferentes prémios e distinções em todas estas áreas.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Continental anuncia garantia até 10 anos para pneus agrícolas nos mercados EMEA

A Continental anunciou a introdução de uma garantia para pneus agrícolas nos mercados EMEA (Europa, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.